Geral

Vereadores aprovam nome do Sargento Jolar para praça da Vila Rica em Carazinho

Outubro 13 / 2021

Entre os projetos aprovados durante a sessão da câmara desta quarta-feira (13) por unanimidade está o PLL004/2021 de autoria do vereador Fábio Zanetti, denominando a praça do bairro Vila Rica de Praça Sargento Jolar. 

Jolar Batista de Azevedo era natural de Carazinho, nasceu em 25/10/1958.  Filho de Gomercindo Batista de Azevedo e Antônia Francisca Pereira de Azevedo, junto com seus pais e irmãos morou a maior parte de sua vida na rua Marechal Deodoro, no centro da cidade. De origem humilde, desde novo trabalhou com conserto de bicicletas para ajudar nas despesas da casa, e foi nesse momento que nasceu seu interesse pelas corridas de ciclismo.

Em 1977 foi para o serviço militar obrigatório, serviu no 1° Batalhão de Infantaria do Comando da Artilharia na cidade de Cruz Alta, onde teve despertado seu interesse pelas corridas de rua.

No ano de 1978, quando deu baixa do serviço militar, Jolar prestou concurso para a Brigada Militar, onde atuou como soldado por 22 anos prestando serviço à comunidade da cidade de Carazinho.

Em maio de 1979, Jolar casou-se com Ângela Maria de Azevedo, dessa união teve 3 filhos.  Mesmo prestando serviços à comunidade no cargo de soldado da BM, Jolar não deixou de praticar o atletismo, corria em diversas corridas e maratonas no interior do estado.

No ano de 1986 Jolar elevou seu nome, e de sua cidade para um importante reconhecimento, ao ganhar a maior maratona do país, com 42km de percurso na cidade de São Paulo. Jolar foi recebido em Carazinho com muitas honras incluindo desfile em carro aberto. Após essa data, foi reconhecido mundialmente recebendo inclusive convite para correr na cidade de Varsóvia, Polônia.

Em 2000, Jolar prestou concurso para a Polícia Rodoviária Estadual, sendo aprovado com êxito para o cargo de 3° Sargento da PRE. Em 2001 passou a prestar serviço na cidade de Viamão, até a data de sua morte, em 23/12/2001 quando, fatalmente, não sobreviveu à colisão de sua motocicleta com uma locomotiva, no centro da cidade de Carazinho.

Conforme destacado no projeto aprovado pela câmara nesta semana, ''Jolar, deixou um legado de simplicidade, honra, e o ensinamento de que um grande homem é capaz de fazer sua própria história''.

As fotos acima são uma montagem com conteúdo disponibilizado pelo gabinete do vereador Fábio Zanetti, a partir de recortes colhidos com familiares, que pode ser conferido na íntegra no link no primeiro parágrafo que direciona ao site da câmara de vereadores. Lá estão outras cópias de reportagens que foram feitas sobre o atleta ao longo de sua trajetória.

Créditos dessas publicações (nem todos são legíveis para informar aqui):

Foto 1: (Primeira à esquerda): Jornal NH Esportes, página 30, edição de segunda-feira, 21 de novembro de 1988

Foto 2: (do centro): Zero Hora, segunda-feira (09/09/85) página 58 /foto

Foto 3: Consta no projeto o recorte de jornal sem a data: Conteúdo de Zero Hora, matéria de Álvaro Almeida, Editoria Esportes 




Publicado por: Ana Maria Leal E-mail: anamaria@gazeta670.com.br
Compartilhe esta notícia em suas redes sociais