Esporte

Thiago Gomes comandou Grêmio sob transições e com mudanças no elenco

Outubro 12 / 2021


Após a saída de Luiz Felipe Scolari, o Grêmio deve ser comandado pelo interino Thiago Gomes na partida diante do Fortaleza, fundamental para as pretensões da equipe em fugir do rebaixamento. E esta será a sexta partida na temporada em que ele ficará na casamata: em um ano marcado por saídas e instabilidade no comando técnico, o auxiliar precisou preencher o espaço em outras cinco oportunidades.

Ele esteve à frente do comando em três competições diferentes: Gauchão, Sul-Americana e Brasileirão. Foram duas vitórias, dois empates e uma derrota.

Os três primeiros jogos foram após a saída de Renato Portaluppi, com a eliminação da Libertadores para o Independiente del Valle. Nas duas primeiras partidas do Gauchão, um empate em 0 a 0 em um jogo bastante truncado diante do Caxias, no dia 16 de abril. Dois dias depois, vitória por 3 a 1 sobre o Novo Hamburgo, que garantiu vaga nas semifinais da competição.

Já com Tiago Nunes recém-contratado nas cabines da Arena, vitória por 2 a 1 diante do La Equidad, na Sul-Americana. Um mês adiante, com o diagnóstico positivo de Covid-19 do comandante, e já classificado às oitavas, o Tricolor mandou um time alternativo para novo duelo contra o La Equidad, dessa vez com empate em 0 a 0.

O último dos cinco jogos veio após a demissão de Tiago Nunes, com Felipão contratado. Thiago Gomes comandou um apático Grêmio na derrota por 2 a 0 para o Palmeiras. Na ocasião, o Tricolor chegou ao oitavo jogo consecutivo sem vitória, amargando a lanterna da competição.

 

Correio do povo



Publicado por: Tiago Borges E-mail: jornalismo@gazeta670.com.br
Compartilhe esta notícia em suas redes sociais