Saúde

Na Gazeta: Especialista alerta que investir na saúde mental dos colaboradores é essencial

Setembro 24 / 2021

O desenvolvimento e o aprimoramento contínuo sempre foram essenciais para a capacitação e o crescimento profissional e organizacional, segundo a palestrante e consultora Camila Honorati, porém, com a chegada da pandemia, as questões referentes à saúde mental dos colaboradores ganharam ainda mais força dentro das empresas. ''O autoconhecimento já vem sendo trabalhado nas empresas há alguns anos, porém, o assunto ganhou mais força e popularidade de 2020 para cá por conta da necessidade do equilíbrio emocional com a chegada da pandemia'', explica Camila, pós-graduada em Gestão Empresarial e em Psicologia Organizacional e Gestão de Pessoas e especialista em Perfis Comportamentais e Competência Comportamental, que participou do programa Lado a Lado Com a Notícia desta sexta-feira (24).

O autoconhecimento nada mais é que o conhecimento que um indivíduo tem sobre si mesmo. ''O autoconhecimento nos permite descobrir quais são as nossas principais características, nossos pontos fortes e aqueles que precisam ser melhorados, nossas ambições, limitações, emoções e sonhos'', explica a especialista. E é justamente esta compreensão de cada detalhe individual que faz com que as pessoas aprendam a lidar com as situações do dia a dia, trabalhando melhor seus pensamentos e suas emoções. Com a pandemia, se percebeu a importância de tratar questões como medo, ansiedade e insegurança com relação ao futuro de suas carreiras, que podem influenciar diretamente na produtividade do funcionário. ''A pandemia chegou e pegou de surpresa inúmeras empresas sem nenhum preparo e planejamento prévio para enfrentar esse turbulento período. Foi necessário investir em novas estratégias e potencializar o trabalho do autoconhecimento em suas equipes e lideranças. Questões como o trabalho home office, o luto pela perda de familiares e amigos e a sensação de impotência em relação ao futuro colocaram tanto as empresas como os profissionais numa situação extremamente delicada'', conta Camila.

Desenvolver o autoconhecimento dentro das empresas possibilita mais motivação e engajamento das equipes, melhor adaptabilidade a mudanças repentinas e melhora do equilíbrio emocional e, principalmente, da resiliência, que é fundamental em um período como esse. ''Além destes benefícios que o autoconhecimento proporciona, é importante focar, também, na carreira profissional de cada membro do time. Atualmente, um bom líder deve se preocupar com a qualidade de vida e o crescimento profissional de cada colaborador para que eles se sintam satisfeitos e produtivos no trabalho'', afirma Camila.

Entre os principais benefícios do autoconhecimento, a especialista cita:

- respeito em relação a diferentes ideias, valores, culturas e comportamentos

- aumento da empatia e aproximação entre as equipes no dia a dia

- melhora da capacidade de comunicação

- melhora do engajamento e da motivação do time

- maior facilidade para identificar as necessidades de treinamento e desenvolvimento de competências comportamentais dos líderes e dos colaboradores

-  diminuição de conflitos

"Tudo isso é possível ser feito com ferramentas que avaliam o perfil comportamental do profissional para, a partir desta avaliação, trabalhar o desenvolvimento de cada indivíduo", finaliza Camila.

 

Sobre Camila Honorati :Camila Honorati é pós-graduada em Gestão Empresarial pela FGV e em Psicologia Organizacional e Gestão de Pessoas pela PUCRS. Empresária certificada em Executive, Business e Leader Coach pela Sociedade Latino Americana em Coaching e especialista em Perfis Comportamentais e Competência Comportamental, hoje ela oferece palestras, treinamentos e consultorias em Gestão de Pessoas com o objetivo de melhorar a performance dos profissionais nas empresas, bem como o clima organizacional.

 

(Com informações: Ana Paula Ruiz Assessoria).





Publicado por: Ana Maria Leal E-mail: anamaria@gazeta670.com.br
Compartilhe esta notícia em suas redes sociais