Coluna Circulando e a política atual.

Com imagem ou sem imagem?

Ana Maria Leal
Novembro 24/ 2021

Quando ainda estava presidente da câmara de vereadores antes de assumir, em abril deste ano, a secretaria Geral de Governo na prefeitura de Carazinho, o vereador Tenente Costa falou em entrevista para a Rádio Gazeta sobre a possibilidade de a transmissão das sessões ser realizada não apenas em áudio - como ocorre atualmente - mas também em imagens.

Era uma vontade que tinha de ampliar a divulgação das sessões, que ao mesmo tempo poderia gerar mais interesse na população em saber o que acontece no legislativo municipal.

Porém, com Costa indo para o executivo, a presidência passou para outras mãos, para a vereadora Janete Ross de Oliveira, que teve outras prioridades.

Natural, afinal, as pessoas são diferentes.

Ela investiu na modernização do sistema interno, que havia sido iniciada por Costa, e significa, entre outros, a votação em plenário usando a nova tecnologia, acompanhada por todos nos monitores distribuídos pelo plenário.

Conforme informações que busquei no legislativo a respeito da transmissão em imagens - já que isso me é perguntado por leitores vez ou outra - chegou a ser pedido um estudo para colocar as câmeras, mas como precisaria de mais investimento, ficou para um segundo momento.

Ou seja, me foi esclarecido que não basta apenas colocar as câmeras, que nem é o investimento mais caro, mas mudar equipamentos de sonorização, de transmissão e a própria internet. Para essas transmissões o legislativo quer a segurança de que, por exemplo, a internet não tenha uma sobrecarga de acessos a ponto de cair no momento da fala de um dos parlamentares.

Algo que precisa ser bem estruturado para sair do papel.

Desta forma, ainda não chegou o momento de o público poder acompanhar de casa, se quiser, em tempo real, com imagens, o que acontece na Casa do Povo em Carazinho.

Talvez na próxima gestão, em 2022 que, conforme acordo, será do progressista Daniel Weber.

Ou, nas seguintes, também conforme acordo da base do governo: Janete Ross de Oliveira em 2023, e Vanderlei Lopes em 2024.

A foto, meramente ilustrativa, é da Assessoria de Imprensa da câmara de vereadores, feita em abril deste ano, quando Janete assumiu a presidência, e nela aparecem os emedebistas Vanderlei e Tenente Costa.





Compartilhe esta coluna em suas redes sociais