Apaixonados pelo Colorado

Hora da definição e mudanças de gestão no Consulado

Anderson Amaral
Novembro 24/ 2021

O ano esportivo de 2021 está findando. A Copa Sul Americana já foi decidida, faltando a definição do Campeão da Libertadores da América, Copa do Brasil e Brasileirão, este já com um time que com certeza colocará a mão na taça nas próximas duas rodadas.

Em todos estes campeonatos, nosso Colorado disputou apenas na condição de figurante. Na Copa do Brasil e Libertadores da América fomos eliminados precocemente e no Campeonato Brasileiro estamos na oitava colocação, podendo ser comparado o Inter como uma enorme montanha russa, alternando altos e baixos.

A irregularidade do time comandado por Diego Aguirre é irritante. Ao mesmo tempo que atua de forma avassaladora contra o Grêmio, perece contra outros times do nível do Cuiabá, não merecendo melhor sorte no Brasileirão.

As palavras confidenciadas a um compadre pelo ex Comandante da Preparação Física Paulo Paixão, que vasaram e se tornaram públicas, retratam o ambiente interno do Colorado, onde o time demonstra não ter qualidade para disputar títulos e ainda mais precisra de renovação do elenco eis que vários jogadores tiveram inúmeras oportunidades mas não mostraram resultados positivos.

Neste ponto, pode-se afirmar que Paulo Paixão falou algo errado? De forma alguma, porque apenas revelou ao público, mesmo que forma não premeditada, o ?curto? elenco que possuímos, o qual necessita de reforços na maioria das posições, sob pena de novamente em 2022 disputarmos campeonatos apenas com a intenção de não ser rebaixado para a Série B.

É claro que o torcedor tem ciência da escassez de recursos, diante da imensa dívida consolidada em gestões anteriores do Clube, mas, passados mais de 10 anos, não se comemora títulos importantes, o que nos torna coadjuvantes para os títulos dos times do eixo Rio-São Paulo- Minas Gerais e agora, recentemente, dos paranaenses.

Mas, ao aproximarmos do Natal, tempo de renovação, com muita satisfação comunicamos à nação colorada que em data a ser definida no mês de dezembro deste ano, ocorrerá a transição no comando do Consulado do Internacional de Carazinho, quando assumirão como Cônsul o Dr. Ricardo Busato Andrade (à esquerda na foto) e como Vice Cônsul o Dr. Josemar Roberto Machado (à direita), os quais terão a tarefa de primeiramente escolher os componentes diretivos do Consulado e de no ano de 2022, e de conduzir os trabalhos em Carazinho, difundindo o amor pelas cores do nosso Campeão de Tudo Sport Clube Internacional.

Tomara que os novos dirigentes, que sucedem a gestão do Consul Marciel Soranzo (Café) e Vice Consul Dr. Gilberto Amaral, prejudicada que foi pelas vedações impostas pela pandemia da Covid, recebam o Consulado com o time classificado para a Libertadores da América 2022, mantendo-se na Série A do Campeonato Brasileiro.

Grande abraço.




Coluna Colorada E-mail:
Compartilhe esta coluna em suas redes sociais