Português e Literatura

AMAR... não é um olhar para o outro, mas ambos para o mesmo lugar!

Maria Solange
Junho 08/ 2021

Como no próximo sábado, dia 12 de junho, comemora-se o Dia dos Namorados, resolvi escrever um pouco sobre esse sentimento tão sublime e verdadeiro que, infelizmente, muitas pessoas não lhe dão “crédito”.

Já havia escrito no meu livro “Prosa Poética” que amor verdadeiro é aquele que é capaz das mais incríveis renúncias, tudo para satisfazer e tornar feliz a pessoa a quem se ama, independentemente de resultados. Tudo o que se quer é ver o outro realizado, de bem com a vida. 

Hoje quero me deter no amor entre as pessoas no que se refere a relacionamentos. Há quem diga que muitos casos de violência ocorrem, porque o outro não aceita e, muitas vezes, cometem desatinos. Eu penso que quem ama de verdade, não comete esse tipo de loucura. Isso é fruto de uma paixão desenfreada, de um sentimento de posse. Não admite ser excluído, rejeitado. 

Quem ama de verdade só quer a felicidade do outro. Em caso de separação, há sofrimento sim, tristeza, melancolia, há tentativas de reconciliação, até porque sempre se deve insistir, não desistir facilmente. Entretanto, quando não há acordo, não se tem mais o que fazer. Quando o amor acaba de um lado, não há futuro para esse relacionamento, porque AMAR não é um olhar para o outro, mas AMBOS para o mesmo lugar.

Penso que precisamos nos conscientizar de que ninguém é dono de ninguém, somos todos livres. Lembremo-nos daquela frase do cantor John Lennon: “Todas as pessoas que amo, deixo-as livres. Se voltarem, foi porque as conquistei. Se não voltarem, é porque, na realidade, nunca as tive de verdade”.

Agora, só para descontrair um pouco, vou citar um post do humorista   (Influencer Digital do Tik Tok) Jhonathan Coelho: “Ai... eu deixo ir embora, pode ir embora. Se voltar, é minha. Se não voltar, eu vou buscar, uai... (neste momento, ele toca o berrante) e diz:  volta aqui, o que é isso?”

Houve também uma proposta de redação  sobre a importância do AMOR na vida das pessoas: “Se tirar a palavra AMOR do meio da palavra NAMORADA, o que sobra? NADA”. Muito verdadeiro isso em qualquer situação. Onde não há AMOR, não há possibilidade de afeto,  empatia, solidariedade, comunhão...

 Um Feliz Dia dos Namorados para aqueles que realmente entendem e praticam o real sentido desse sentimento tão puro e intenso.



(Foto: Divulgação)



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais