Coluna Circulando e a política atual.

Secretário de Estado.

Ana Maria Leal
Abril 30/ 2021

O carazinhense Ronaldo Nogueira, ex-ministro do Trabalho, será secretário do governo Eduardo Leite.

A mudança em três secretarias, quanto aos titulares e nome das pastas, será formalizada em projeto de lei a ser enviado para a Assembleia Legislativa nos próximos dias, mas o anúncio foi feito pelo governador nesta sexta-feira (30), segundo ele, em continuidade da reforma e reorganização administrativa do governo, voltada a segunda e última etapa da sua gestão.

O novo integrante do governo é o ex-ministro e ex-deputado federal Ronaldo Nogueira, que vai assumir a secretaria que estava com Regina Becker, Secretaria de Trabalho e Assistência Social, que passará a ser chamada de da de Secretaria do Trabalho, Emprego e Renda.

Regina Becker para a Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, até então com Mauro Hauschild, que vai incluir políticas de defesa dos animais e também assistência social, passando a ser chamada de Secretaria da Igualdade, da Cidadania e dos Direitos Humanos.

A outra mudança é que Mauro Hauschild vai assumir a então Secretaria da Administração Penitenciária, que era comandada por Cesar Faccioli, e mudará de nome para Secretaria de Justiça, Sistemas Penal e Socioeducativo, passando a gerir o sistema penitenciário gaúcho às medidas socioeducativas.

O governador falou sobre a chegada de Ronaldo ao governo: ''Ronaldo Nogueira traz a experiência como deputado federal e como ministro do Trabalho vai reforçar a nossa equipe, neste momento tão importante, que esperamos, o encerramento da pandemia e a pós-pandemia, as políticas de geração de emprego e renda no nosso Rio Grande do Sul''.

Além de ter estado ministro do Trabalho de maio de 2016 a dezembro de 2017, o carazinhense foi deputado federal por duas legislaturas (2011-2015 e 2015-2019), tendo ocupado o cargo de presidente da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados.

Em 2018, foi nomeado presidente da Fundação Nacional da Saúde (Funasa), cargo que ocupou por um ano. Também já foi presidente da Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) no RS.

Ao longo dos mandatos e período em que esteve no governo federal Ronaldo foi responsável pela destinação de mais de R$ 13 milhões em recursos para a cidade de Carazinho, tanto para o Hospital de Caridade de Carazinho (HCC) quanto para a construção do prédio do Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) e de obra na área da educação infantil.

Ronaldo está filiado no PRTB desde janeiro. 



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais