Coluna Circulando e a política atual.

2022.

Ana Maria Leal
Abril 22/ 2021

O PDT de Carazinho esteve reunido dias atrás com representantes do partido no estado para tratar das eleições 2022.

Leodi Altman, vice-presidente do PDT em, Carazinho, em entrevista para a Rádio Gazeta, contou sobre a agenda que teve a presença do deputado federal Pompeo de Mattos, que está licenciado da presidência do partido, de José Scorsatto, que já foi prefeito de Arvorezinha e presidente da Famurs, e de Verno Muller, coordenador do partido na região.

Além de Leodi, foram recebidos por Alaor Tomaz, Roberto Klein, Iara Vargas e o vereador Bruno Berté.

Scorsatto busca o apoio do partido em Carazinho para concorrer a deputado estadual no ano que vem, mas ainda existe uma dúvida se o ex-prefeito de Chapada, Carlos Catto também vai querer concorrer.

Se decidir, também espera forte apoio dos pedetistas daqui.

A certeza que existe no PDT é quanto ao nome de Ciro Gomes para, novamente, disputar a presidência da república.

''O Brasil está dividido em direita e esquerda, se você fala em esquerda, é PT, é importante deixar muito claro isso, não confundam, PT é de extrema esquerda, nós, PDT, um partido de centro-esquerda, somos de esquerda, tudo bem, mas não temos nada a ver com o PT'', afirmou Leodi.

Segundo ele isso não significa que PDT e PT não possam estar juntos no ano que vem: ''Pode estar junto, sim, o PT pode apoiar o Ciro, porque não?''.

A julgar por declarações que Ciro tem dado sobre Lula e o PT recentemente, teremos que aguardar se o PT vai aceitar oferecer esse apoio, ou buscar outros aliados para a disputa futura e deixar o PDT de lado. 






Compartilhe esta coluna em suas redes sociais