Coluna Circulando e a política atual.

Mero detalhe.

Ana Maria Leal
Abril 16/ 2021

O líder do governo na câmara de vereadores falou nesta quinta-feira (15) ao participar do Lado a Lado sobre o que pensa de questionamento feito por dois colegas referente a uma alteração na via pública no bairro Borghetti. 

O pedido de informação em questão partiu do vereador Valdoir de Lima e buscava saber os motivos da alteração para conversão e retorno na Avenida Flores da Cunha, com o fechamento de parte do canteiro central em frente à Rua Félix Guerra e abertura em frente à uma borracharia.

Também pediu respostas sobre gastos da obra, cópia do estudo e projeto técnico prévios, entre outros. 

Na sessão da segunda-feira (12) Valdoir disse na tribuna que respostas não chegaram completas, mas constava que a obra foi feita a pedido do prefeito Milton

Naquela ocasião, o líder do governo Vanderlei Lopes pediu a palavra e informou que passava pelo local várias vezes ao dia, que era ''uma tranqueira'', que o recuo agora é para 8 carros e ''não atrapalha ninguém".

O vereador Bruno Berté também se manifestou a respeito: ''Aquele terreno que se desemboca, onde está havendo uma construção, ao que tudo indica é um terreno do prefeito, se for do contrário, pode se manifestar aqui, fizeram retorno que desemboca em farmácia em terreno que é ou era do prefeito, sem a emissão do parecer de viabilidade técnica, situação no mínimo estranha. É importante a comunidade saber, seja de uma rótula, seja de uma escola inteira que precisa ser testada para o Covid, seja no esporte e a questão do campo do Glória, é interessante a comunidade ouvir''.

Na Gazeta, ao falar sobre o assunto, Vanderlei considerou que esse tipo de pedido de informação nada mais é do que discurso de perdedor. 

''Nós ganhamos a eleição, tem que saber que o prefeito Milton é prefeito de novo, falta 3 anos e meio pra começar de novo as eleições, eu acho que é muito mimimi em cima das coisas, ali (na Borghetti) tinha pulmão pra 3 carros virar a volta, eu sabia da dificuldade, no meu entendimento ficou muito bom, agora tem pulmão pra 8 carros, não atrapalha a segunda pista, tem um belo de estacionamento. Eu também recebi reclamação de um cidadão do lado de lá, é meu amigo, eu tentei explicar pra ele, mas ele quer consertar carro na rua, desculpa, querido, mas na rua não dá, falei ao trânsito (departamento) quem sabe deixar uma faixa amarela pra não atrapalhar o serviço dele, mas no meio da rua vai passar um carro e bater mesmo. Acho uma obra de grande relevância, achei genial e acho que deveria se fazer em outros lugares também, onde há condições. A princípio não foi feito nada pra beneficiar quem está construindo lá, uma rede muito grande, vai dar mais de 15 a 18 empregos, falta emprego''. 

Vanderlei disse que não sabe se o terreno é do prefeito, como vem sendo questionado pelo vereador Valdoir, e, nesse caso, teria determinado a obra na via pública para atender uma demanda particular, mas deixou claro que se for, isso é só um detalhe:

''Vi falar que sim, mas não posso te afirmar, mas ele é um empreendedor, criou 1.800 empregos em Carazinho, está trabalhando firme na construção civil, dando emprego, criando condições, girando dinheiro, a equipe que trabalha pra ele em construções é gente nossa aqui, que gasta no mercado, na farmácia, seja lá onde é que for, gasta seu dinheiro aqui em Carazinho''.

E deu o assunto por encerrado.







Compartilhe esta coluna em suas redes sociais