Coluna Circulando e a política atual.

Denúncia grave.

Ana Maria Leal
Abril 09/ 2021

O presidente do sindicato dos servidores municipais de Carazinho fez uma grave afirmação ao participar do Lado a Lado nesta quinta-feira (08).

Disse que chegou ao seu conhecimento a informação de que servidores com sintomas de Covid-19 estariam deixando de procurar o atendimento médico para não ter que se afastar, já que, afastados, perdem em vale alimentação ou insalubridade, conforme o período de distanciamento.

Para Luis Claudiomiro de Quadros, o Chico, esse é um sério problema.

Disse que desde a terça e quarta-feira desta semana tratou do assunto assim que foi informado da denúncia de que seriam servidores de escola frequentando os ambientes de trabalho normalmente, apesar do risco de estarem transmitindo o vírus.

''A gente teve um grande pepino nessa semana, fui na escola em questão ver o que estava acontecendo, falei com a diretora e servidoras, e com a secretária Sandra (de Educação), eu disse a todos os servidores que se alguém se sentir mal, com qualquer sintoma de Covid, que tem que se afastar. Nosso trabalho é cobrar e estamos cobrando de todos e de todas as secretarias, o companheiro com sintoma que não se afasta porque não quer, por não perder um dia de vale alimentação, insalubridade, pelo amor de Deus! se tem sintomas, vai pra casa, ou comunica a diretora e já vamos pedir o teste pra toda equipe, foi o que aconteceu ontem, a secretária Sandra  solicitou para a secretária Anelise (Saúde) para testar todo o pessoal de duas escolas e estão providenciando isso. Queria dizer a esses servidores com sintoma de Covid que não estão se afastando, com todo o respeito, vocês não são colegas. se tem sintoma, procura a Upa pra fazer o teste, pega um atestado, e se afasta''.

Chico disse que, além disso, chegou até ele a denúncia de que em determinadas escolas as diretoras não estavam ''dando bola'' para a situação

''Não vou culpar a diretora se o funcionário não fala pra ela que está com o sintoma, temos que ser colega de trabalho, independente do cargo que ocupa, se é diretor, professor, servente, zelador ou cozinheira, somos companheiros de serviço, somos servidores públicos, no momento difícil que estamos, tem que se proteger um ao outro, não podemos ser egoísta, por causa de um tiket de vale alimentação, ou dia de insalubridade, e comprometer toda uma equipe de escola. Reclamaram que tem diretores que não dão bola, então denunciem ao sindicato que vou falar com quem manda, que é a secretária Sandra, e se não tomar providência vou falar com o prefeito, porque estão colocando em risco a própria vida e de toda a equipe''.

Esse apelo foi feito diretamente à categoria em geral na esperança de que pessoas que possam estar transmitindo o vírus, trabalhando normalmente, se conscientizem e busquem o atendimento médico.

Conforme Chico, qualquer situação deve ser encaminhada ao sindicato.

''São 22 escolas e creches, o sindicato depende das informações que vocês repassam, quando me ligaram nessa semana sobre esse caso em questão de 15 minutos se estava solucionando o problema, mas a gente não pode adivinhar que na escola tem pessoa com sintoma e não está afastado do trabalho, é responsabilidade de cada um de nós. Se falta material de EPI (Equipamento de Proteção Individual), de higiene, nos comunique, tenho canal aberto com a secretária Sandra, e as outras pessoas da diretoria do sindicato tem aval da presidência, carta branca pra chegar no diretor, no chefe imediato e cobrar, mas as coisas tem que chegar até nós''.






Compartilhe esta coluna em suas redes sociais