Eleições

Promotor eleitoral fala sobre recolhimento de cavaletes e bandeiras em Carazinho

Jornalista Gazeta
Outubro 05 / 2014

Em entrevista para a Rádio Gazeta nesta tarde o promotor eleitoral Eduardo Buaes Raymund falou sobre como foi o transcorrer da eleição na 15ª Zona Eleitoral com sede em Carazinho e abrangência ainda nos municípios de Coqueiros do Sul, Almirante Tamandaré do Sul, Santo Antônio do Planalto e Chapada.

Segundo o promotor houve caso de falta de mesários em relação a composição das mesas, e diante disso houve a convocação de eleitores que se encontravam na própria votação ou remanejamento de mesários, resolvendo a situação de forma tranquila.

Apenas uma urna precisou ser trocada devido a questões técnicas, e para uma outra foi necessária a atuação de um técnico de informática.

Ainda conforme o promotor houve uma ocorrência em que representantes de um partido político foram chamados para retirada de bandeiras fixas que estavam na praça Albino Hillebrand na noite deste sábado. “Como se trata de um bem público, houve o entendimento do juiz eleitoral de que ali não era possível essa propaganda, solicitado que servidores do judiciário abordassem os responsáveis e  cessasse o procedimento. A situação foi atendida e regularizada a situação”.

Com relação aos cavaletes e eventuais cartazes colocados ao longo da avenida Flores da Cunha, foi retirado material que estava na avenida Flores da Cunha após às 22h deste sábado, acima do horário permitido. Cerca de 15 cavaletes e em torno de 50 bandeiras foram recolhidos.

Compartilhe esta notícia em suas redes sociais

  • Promotor Eleitoral e Clovis Linhares