Saúde

Doses contra a Covid-19: Município não tem previsão de aquisição por conta própria

Janeiro 25 / 2021

O município de Carazinho deve receber nesta semana mais doses da vacina contra a Covid-19, que foram aprovadas pela Anvisa. 

Na última quarta-feira foram 905 doses da CoronaVac e ontem (24) chegaram ao estado mais 116 mil doses da vacina de Oxford, e nesta segunda um novo lote de 53 mil doses da CoronaVac chegou a Porto Alegre. Estas duas últimas estão sendo encaminhadas as coordenadorias regionais de saúde. Somados os três lotes, o Rio Grande do Sul já recebeu 511,2 mil doses de vacinas.

Até o momento, apenas profissionais de saúde, povos indígenas e pessoas que residem em instituições de longa permanência estão recebendo as doses que ainda não são suficientes para imunizar todos estes públicos prioritários. 

Aquisição por conta do município

Promessa de campanha do prefeito reeleito Milton Schmitz, as doses adquiridas pelo município não têm previsão de compra nem tão pouco de chegada e aplicação na população de um modo em geral. Em recente entrevista para a Rádio Gazeta AM, quando as primeiras doses chegaram a Carazinho, o chefe do executivo disse que neste primeiro momento as doses existentes pertencem ao Ministério da Saúde que é responsável pela distribuição aos estados e municípios. 

Questionado se o município já havia feito algum contato com laboratórios, o prefeito esclareceu que não, a compra só pode ser feita se houver autorização por parte do Ministério da Saúde, o que segundo o prefeito pode ocorrer ao longo dos próximos meses. 






Publicado por: Emilio Arruda E-mail: emilio@gazeta670.com.br
Compartilhe esta notícia em suas redes sociais