Geral

Morre Diego Maradona, maior ídolo do esporte argentino

Novembro 25 / 2020

Morreu nesta quarta-feira o ídolo argentino Diego Armando Maradona, aos 60 anos. A informação é do jornal Clarín. Duas semanas depois de deixar uma clínica onde passou uma cirurgia devido a uma hemorragia no cérebro, o craque teve uma parada respiratória em casa e não resistiu.

Maradona estava em sua nova casa, no bairro de San Andrés, no município de Tigre, quando teve o problema médico. Conforme informações iniciais do jornal argentino, o campeão mundial no México de 86 foi levado para um centro médico da região e seria transferido para uma instituição de maior complexidade, porém, acabou morrendo.

Craque de futebol que ficou famoso por sua genialidade dentro de campo e sua personalidade expansiva e controvertida fora dele.

Craque da Copa 1986

O momento mais importante da carreira de Maradona ocorreu em 1986, quando ele foi determinante para a conquista da Copa do Mundo daquele ano pela Argentina. Realizado no México, o Mundial serviu para Maradona chegar a ser comparado a Pelé, tamanha a grandiosidade de sua performance.

Naquele Mundial, Maradona fez cinco gols. Todos diferenciados. Num deles, conhecido  como "a mão de Deus", utilizou a malícia para enganar o árbitro tunisiano Ali Bennaceur, dando um leve soco na bola ao disputar pelo alto com o goleiro Peter Shilton, nas quartas contra a Inglaterra.

No outro, foi genial, marcando um gol antológico após driblar seis adversários, entre eles o mesmo Shilton desde antes do meio de campo.

Na final, deu um passe preciso para Burruchaga marcar o gol da vitória por 3 a 2 sobre a Alemanha. A atuação de Maradona ganhou nota 10 da revista italiana Guerin Sportivo, na única vez que a publicação deu nota máxima a um jogador.

(Fonte e Foto: Correio do Povo). 


Compartilhe esta notícia em suas redes sociais