Educação

UPF inaugura Centro de Simulação Realística inédito no interior do RS

Agosto 12 / 2020

A Universidade de Passo Fundo (UPF) se consolida mais uma vez pelo pioneirismo e pela excelência no ensino na área de saúde, ao inaugurar o único Centro de Simulação Realística (CSR) no interior do Rio Grande do Sul. A apresentação do Centro ocorreu nesta quarta-feira, dia 12 de agosto, de forma on-line, devido à pandemia da Covid-19.  A transmissão pode ser conferida no  Facebook da UPF .

Durante a inauguração, a reitora da UPF, professora Dra. Bernadete Maria Dalmolin, que também é enfermeira sanitarista, destacou a importância da inauguração do espaço. "É uma alegria enorme estamos inaugurando o CSR e início com uma frase muito conhecida do nosso saudoso Raul Seixas que diz 'Sonho que se  sonha junto é realidade'. Há 50 anos nossos precursores estavam aqui tendo um lindo sonho, que impulsionaria nossa cidade a novos patamares de desenvolvimento social, econômico e sanitário. Há 50 anos criava-se aqui a Faculdade de Medicina (FM) e desde lá já formamos 2.500 médicos que estão espalhados pelo mundo, mas principalmente por essa grande região", disse a reitora aproveitando para homenagear a FM que completou 50 anos em 2020.

"Em nome desse trabalho quero homenagear a FM por esse cinquentenário, mas o sonho não terminava aí, a Faculdade precisava de novos pares, que já vinham com a Odontologia, que nasceu antes mesmo da FM, sonhos que foram agregando o curso de Enfermagem que completa 43 anos e todos os demais cursos, que se somam 11 no total e que fizeram com que hoje tivéssemos mais de 15 mil profissionais de  saúde espalhados pelo Brasil e fora dele. Quero registrar neste momento tão singular de nossas vidas o nosso agradecimento a todos os profissionais de saúde", disse a reitora.   

O prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo, parabenizou a Universidade pela iniciativa. "Mesmo nesse tempo de dificuldade e de incerteza do Brasil, de insegurança quanto ao futuro, a nossa UPF mostra mais uma vez seu compromisso com a comunidade, mostrando mais uma vez porque é a universidade da nossa comunidade. A Prefeitura de Passo Fundo está ao lado da universidade, aplaude o esforço e reconhece esse momento como um dos grandes momentos na formação de profissionais aqui na nossa cidade e região. Parabéns UPF e acima de tudo, parabéns pelo empenho em oferecer mais tecnologia, inovação e condições de aprendizado para os alunos", reiterou o prefeito.

O deputado estadual, Mateus Wesp, também destacou o pioneirismo da UPF para inauguração do Centro. "Não basta apenas resistir às dificuldades, nós temos que nesse momento ter a coragem de inovar e superá-las. Passo Fundo já é uma cidade que tem uma tradição gigantesca como polo de saúde, mesmo sendo uma região do interior do Rio Grande do Sul. Parabéns à UPF, a Passo Fundo e ao RS por ter a possibilidade desta entrega, esse grande resultado positivo de esperança nesse momento em que tanto precisamos de notícias propositivas", pontuou.

O presidente da FUPF, professor Me. Luiz Fernando Pereira Neto, em vídeo ressaltou a alegria pela inauguração do Centro. "É um momento singular para nossa cinquentenária mantenedora quando se manifesta em tão importante inauguração, como essa que marca o início dos trabalhos do tão sonhado CSR, projeto que consolida a instituição como referencial de inovação conforme os mais avançados projetos do mundo nessa área. Ao parabenizar a todos os envolvidos, desde a concepção da ideia à execução do projeto, a FUPF deseja todo sucesso ao empreendimento, registrando o orgulho dessa iniciativa que já nasce talhada ao sucesso e comprometimento comunitário", afirmou. 


Revolução no ensino de saúde

Localizado no quarto andar do Campus II, junto aos cursos de Medicina e Enfermagem, no Campus II da UPF, o espaço possui 888 m² de estrutura global permitindo que estudantes e profissionais da área da saúde em nível de graduação, pós-graduação e extensão possam desenvolver habilidades clínicas e aprendizado em procedimentos de saúde, utilizando a simulação realística, com modelos de alta fidelidade e softwares de realidade virtual.

Segundo o diretor da Faculdade de Medicina, Dr. Paulo Roberto Reichert, o Centro permitirá uma revolução no ensino de saúde. "Nesses 50 anos da FM estamos muito felizes pois esse Centro é a prova que mesmo em momentos de dificuldade podemos crescer e inovar. Temos cursos muito sólidos na saúde e o Centro representa um crescimento enorme na qualidade do ensino desses profissionais", disse o diretor.

Participaram da inauguração o professor Dr. Ferdinando de Conto que representou a direção da FUPF; a diretora do Instituto de Ciências Biológicas, Dra. Marilene Rodrigues Portella; o coordenador do curso de Medicina, professor Dr. José Ivo Scherer; a coordenadora do curso de Enfermagem, professora Dra. Helenice de Moura Scortegagna; o coordenador do CSR, professor Me. Vinicius Dal Maso; além de demais professores, colaboradores e alunos da Instituição.


Centro de Simulação Realística

O CSR conta com ambientes semelhantes aos que são utilizados em universidades referência no mundo. Os ambientes são preparados para o aprendizado controlado com sistema completo de imagens e sons, salas espelhadas para observação, salas de atendimento de emergência, sala de parto e enfermarias. Esses espaços facilitam a observação de quem está do lado fora, sem que a equipe em treinamento se sinta observada. Com isso, os estudantes ficam imersos na simulação, ao mesmo tempo em que estão sendo acompanhados pelos professores.

O ensino por meio da simulação realística é importante porque o socorro a uma vítima de forma inadequada proporciona o agravamento do seu estado, podendo gerar sequelas permanentes e, até, risco de morte. O Centro possibilitará treinamento em ambiente seguro e controlado, em diferentes níveis de complexidade, com um simulador de paciente que é idêntico ao ser humano. Os cenários são criados para que os alunos atendam o paciente de acordo com a situação, com isso podem ser representadas uma infinidade de patologias e agravos de saúde como parada cardiorrespiratória, infarto, AVC, choques, asfixia, hemorragias, ferimentos, fraturas, queimaduras, convulsões, entre outros. Essa simulação permite uma revolução no sistema de ensino e de aprendizagem nas áreas de saúde.


(Fonte: UPF. Foto: Silvia Brugnera/UPF).


Compartilhe esta notícia em suas redes sociais