Saúde

Maternidade do HCC incentiva o aleitamento desde as primeira horas de vida do bebê

Agosto 11 / 2020

O nascimento de um filho é um momento único para os pais, sendo um evento natural, porém com expectativas, dúvidas e inseguranças, que vem desde as transformações fisiológicas da mãe durante a gravidez até o nascimento do bebê.

Porém o contexto da amamentação é repleto de temáticas subjetivas, visando os valores, experiências e as informações de cada mãe. O mês de agosto é conhecido como Agosto Dourado (Lei nº 13.435/2.017), por simbolizar a luta pelo incentivo à amamentação - a cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno, segundo o Ministério da Saúde.

No Hospital de Caridade de Carazinho o cuidado, o carinho e o acolhimento à mãe e ao bebê são prioridades neste momento importante de cada um. A equipe da Maternidade desenvolve o incentivo ao aleitamento desde as primeiras horas de vida do bebê, onde após o parto, seja normal ou cesárea, é realizado o primeiro contato pele a pele entre mãe e filho.  Após a ida de ambos para o quarto a equipe orienta e auxilia as mães na amamentação. Antes da pandemia, a maternidade realizava o Curso de Gestantes, com o intuito de oportunizar as mamães orientações especializadas, por meio de palestras e conversas conduzidas por profissionais das diferentes áreas que envolvem o cuidado da mãe e do bebê. Os cursos estão temporariamente suspensos, devendo retornar após a Pandemia.

Ainda, as colaboradoras do HCC realizam treinamentos para cada vez mais estarem cientes das novidades recomendadas pela Organização Mundial da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria.

Para a enfermeira obstetra e neonatologista Viviane Piccinini Fassini, não é só o bebê que ganha com a amamentação, pois este é também um momento importante na vida da mulher. ?Recém-nascidos que passaram por esse processo tendem a ser mais saudáveis, tendo menos risco de infecções. Ao amamentar, a mãe reduz as chances de desenvolver câncer de mama e de ovário, além de ajudar na perda dos quilos adquiridos durante a gestação. Ajuda na prevenção da hemorragia pós-parto e aumenta o contato com o seu filho?, diz.  

A ginecologista e obstetra Nathália Pacheco Pinto ressalta que é muito importante que as mulheres possam ter informações a respeito da amamentação, uma vez que quanto mais elas estiverem informadas mais confiantes em seu próprio corpo e no seu próprio leite elas ficarão. ''Os benefícios são inúmeros, é um ''medicamento'' completo e de graça. As mães precisam buscar informações, buscar ajuda. Não é uma tarefa fácil, mas é muito importante e possível, principalmente com ajuda de profissionais capacitados'', explica a Doutora.



(Fonte: Ascom/HCC)



Publicado por: Emilio Arruda E-mail: emilio@gazeta670.com.br
Compartilhe esta notícia em suas redes sociais