Geral

Região de Passo Fundo fica na bandeira vermelha

Jornalista Gazeta
Junho 29 / 2020

O governador do Estado, Eduardo Leite, anunciou no final da tarde desta segunda-feira (29) por meio de uma live que a região de Passo Fundo, englobando Carazinho, ficará na bandeira vermelha durante a 8ª rodada do Distanciamento Controlado, ou seja, risco alto para contaminação do coronavírus. 

Permanecem sob a bandeira vermelha as regiões de Porto Alegre, Capão da Canoa, Novo Hamburgo, Canoas, Passo Fundo e Santo Ângelo. 

Com essa medida, o comércio dos municípios destas regiões terão que ser fechados a partir de amanhã (30) e apenas os serviços essenciais entram em funcionamento, pelo menos até o dia 06/07.

O município de Carazinho, assim como a Associação dos Municípios do Planalto Médio, encaminharam no final de semana ao governo do Estado uma documentação solicitando a revisão da bandeira vermelha para a região, o que não foi atendido.

Dos 167 municípios que compõem as seis regiões com bandeira vermelha, 91 cidades (representando 8,7% da população dessas regiões) não tiveram registro de hospitalização e óbito por Covid-19 de morador nos últimos 14 dias. Com isso, podem adotar protocolos previstos na bandeira laranja. Basta que mantenham atualizados os registros nos sistemas oficiais e adotem, através de decreto, regulamento próprio, com protocolos para as atividades previstas na bandeira laranja.

MUDANÇAS EM PROTOCOLOS

Além do mapa da oitava rodada, o governador anunciou mudanças pontuais em alguns protocolos de três setores ? comércio, educação e serviços:

COMÉRCIO

? Comércio varejista não essencial (de rua, centro comercial e shopping): fica permitido o comércio eletrônico e a tele-entrega na bandeira vermelha

? Comércio de combustíveis: maior teto de operação nas bandeiras vermelha (50% dos trabalhadores) e preta (75%)

EDUCAÇÃO

? Ensino superior, pós-graduação e ensino médio concomitante: fica permitida a realização de estágio final obrigatório para estudantes da área da saúde (assistentes sociais; biólogos; biomédicos; profissionais de educação física; enfermeiros; farmacêuticos; fisioterapeutas; fonoaudiólogos; médicos; médicos-veterinários; nutricionistas; odontólogos; psicólogos; e terapeutas ocupacionais) nas bandeiras vermelha e preta, respeitando o teto de 50% dos alunos e 50% dos trabalhadores.

SERVIÇOS

? Academias e clubes: foi feita uma mudança de redação no modo de atendimento, em vez de atendimento individualizado/co-habitante ?por ambiente?, passa a permitir o atendimento individualizado/co-habitante em espaços de ?mínimo de 16m² por pessoa?.

Entenda como funciona o Cronograma da 8ª rodada:

- Quinta-feira: coleta de dados dos 11 indicadores

- Sexta-feira: divulgação das bandeiras preliminares

- Domingo: prazo até as 6h30 para apresentação de recursos

- Segunda-feira: análise de recursos e divulgação, à tarde, das bandeiras definitivas

- De terça-feira (30/6) a segunda-feira (6/7): vigência das novas bandeiras







Compartilhe esta notícia em suas redes sociais