Geral

Mesmo com alteração no decreto federal, igrejas católicas irão seguir com celebrações sem público em Carazinho

Jornalista Gazeta
Março 26 / 2020

O presidente Jair Bolsonaro incluiu igrejas na lista de atividades consideradas essenciais que estão autorizadas a funcionar durante o estado de calamidade em vigor pela epidemia de coronavírus. A mudança, feita por alteração no decreto que trata dos serviços essenciais, foi publicada nesta quinta-feira (26) no Diário Oficial da União.

De acordo com o texto, as “atividades religiosas, de qualquer natureza” estão incluídas nas atividades essenciais e devem funcionar de acordo com as regras estabelecidas pelo Ministério da Saúde, isto inclui evitar aglomerações.

Diante desta mudança no decreto federal, a reportagem do Grupo Gazeta procurou a arquidiocese de Passo Fundo. Fomos informados que as igrejas católicas de Carazinho e região irão seguir com celebrações sendo feitas de portas fechadas, ou seja, evitando aglomerações.

As demais igrejas que tenham um posicionamento diferente podem informar a nossa reportagem.




Compartilhe esta notícia em suas redes sociais