Saúde

Saúde pública em campanha para prevenir Infecções Sexualmente Transmissíveis em razão do Carnaval

Jornalista Gazeta
Fevereiro 21 / 2020

O aumento das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) preocupa os órgãos de saúde pública e a situação no período de carnaval motiva campanhas de conscientização para que as pessoas usem preservativos, já que podem aproveitar e se divertir mas sem que descubram depois das festas que contraíram doenças, muitas delas incuráveis, como a Aids, por exemplo.

Nesse sentido a secretaria municipal de Saúde de Carazinho através do Serviço de Atendimento Especializado (SAE) realizou na tarde desta sexta-feira (21) uma atividade de orientação e distribuição de folderes e preservativos na praça Albino Hillebrand, centro de Carazinho.

Em entrevista para a Rádio Gazeta a coordenadora do SAE, Giana Piasson, e a enfermeira Cristiane Sbardelotto informaram que o objetivo é mostrar ás pessoas que a contaminação de doenças como Aids, sífilis, gonorreia, herpes, entre outras, é grave, mas pode ser evitada com o simples uso do preservativo. Em Carazinho, por exemplo, de dezembro até agora surgiram 10 novos casos de Aids. No relato desses pacientes ao órgão de saúde informaram que praticaram sexo sem proteção. A maioria dos casos é de homens em idade adulta.

Outra questão lembrada pelas profissionais do SAE é que apesar de haver o registro de 10 novos casos ainda há as pessoas que devem estar com a doença e ainda não sabem, pois não realizaram o teste. Para fazer o teste rápido basta ir até a secretaria municipal de saúde, na avenida Pátria, esquina com a Barão de Antonina, segundo andar.



Compartilhe esta notícia em suas redes sociais