Polícia

Rebelião é controlada na Penitenciária Estadual de Bento Gonçalves

Jornalista Gazeta
Janeiro 26 / 2020

Um tumulto na Penitenciária Estadual de Bento Gonçalves foi controlado após seis horas neste sábado (25). Os detentos fizeram cinco pessoas de reféns e pequenos focos de incêndio, foram registrados na galeria B. A Susepe informou que 12 detentos sofreram ferimentos leves durante a rebelião que iniciou por volta das 11h30 e só foi controlada por volta das 18h.

A polícia jogou bombas de efeito moral para dissipar o tumulto e efetuou tiros no local. Os famíliares dos presos alegam que muitas vezes os presos ficam sem comer e são castigados de forma agressiva pelos agentes penitenciários.

Os detentos reivindicaram um espaço melhor para visitas na unidade prisional, que foi inaugurada há cerca de quatro meses. Além disso, eles também pedem que seja dada prioridade a famílias com crianças.

Os agentes penitenciários teriam se negado a atender as solicitações e evacuaram os familiares do interior da casa prisional. Desde então, os parentes ficaram mobilizados em frente ao presídio, protestando contra a falta de informações. Uma idosa que estava no portão de acesso a casa prisional passou mau e foi socorrida pelo Samu durante o tumulto.

A Susepe informou que haverá transferência de presos, em decorrência de outros motivos. Os responsáveis serão identificados e responderão PAD - Processo Administrativo Disciplinar e deverão ficar em celas separadas. 

A comissão dos familiares dos presos solicitou para a Susepe que os uniformes dos detentos seja trocado, pois estavam todos molhados devido ao princípio de incêndio registrado, a retomada do abastecimento de água e luz além da alimentação dos presos.

(Fonte: Bruno Mezzomo). 

Compartilhe esta notícia em suas redes sociais