Política

Foto e elogios da oposição seriam o motivo da exoneração de Lucas Lopes da Educação

Jornalista Gazeta
Agosto 14 / 2019

Embora o prefeito Milton Schmitz justifique a saída de Lucas Lopes (MDB) da secretaria de Educação no entendimento de que Lucas deve concorrer nas eleições do ano que vem e que é melhor para a pasta que o responsável pelo planejamento do orçamento de 2020 seja o mesmo que participar na execução, as circunstâncias apontam que a decisão de exonerar o secretário tem outros fundamentos.

Nos bastidores da política local, o motivo da queda de Lucas Lopes é muito claro: a aproximação com o vereador da oposição João Pedro Albuquerque de Azevedo (PSDB). Não é novidade que os dois mais jovens eleitos nas últimas eleições municipais desde logo mostraram afinidade e parceria em ações, tendo Lucas, enquanto vereador, votado favorável a proposições do vereador João Pedro mesmo quando a base aliada do governo se alinhava contrariamente.

Mais recentemente, vinha do vereador da oposição a mais firme defesa do então secretário Lucas na Câmara de Vereadores, que passou a ser alvo dos membros da própria base do governo Milton.

A gota d?agua para a exoneração de Lucas teria sido uma publicação feita pelo vereador João Pedro no último dia do Festival da Canção de Carazinho - FESCA, no dia 09, com uma foto tirada ao lado do secretário, contendo elogios ao seu trabalho e à organização do festival.  Nos bastidores se comenta que a amizade e publicação do vereador João Pedro teria sido o estopim para a exoneração:

''Hoje os meus parabéns vão para esse meu grande amigo, Lucas Lopes! Resgatou o FESCA em Carazinho e foi o líder de uma 5ª edição de tirar o chapéu pela grandeza, organização e inovação do festival. Mais uma prova de que os JOVENS estão aí para fazerem a diferença! Muito orgulho de ti! Parabéns!!''

A recepção da publicação pelos governistas teria sido péssima, e os elogios da oposição teriam sido piores que a maior das críticas. Em publicação nas redes sociais sobre a sua saída da Educação, Lucas Lopes também deu a entender que os motivos foram diferentes dos declarados pelo prefeito, afirmando que ''Na política, paga-se o preço por pensar e agir diferente''.

Leia a íntegra da publicação do ex-secretário: ''Hoje encerrei um dos CICLOS MAIS FANTÁSTICOS da minha vida.

Passo a missão de SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO com a felicidade de saber que, mesmo que só em 1 ano e 7 meses, pude deixar grandes marcas e legados para a mais linda das áreas sociais.

Nos indicadores dos resultados, destaque mais do que positivo dentre as diversas pastas da Administração.

Mas não são só os números... A maior satisfação, assim como a maior GRATIDÃO, surge em cada demonstração de carinho que recebo dos pais, professores, funcionários e, especialmente, em cada sorriso dos alunos dos quais tive a oportunidade de conhecer e impactar positivamente em suas vidas.

Na política, paga-se o preço por pensar e agir diferente. Faz parte... Mas seguir a voz do meu coração e da minha consciência sempre será uma das minhas marcas.

Agradeço a todos que estiveram comigo nesta caminhada e contribuíram para essa etapa tão especial da minha trajetória! AVANTE!''


Na entrevista para a Rádio Gazeta, o prefeito Milton foi questionado se essa mudança no primeiro escalão da administração tinha algo relacionado a amizade de Lucas com João Pedro. O chefe do executivo afirmou que não:

"> 

Para o lugar de Lucas, que retoma a sua cadeira na Câmara de Vereadores, foi nomeada a professora Sandra Bandeira Guerra, que já assumiu as atividades na pasta nesta quarta-feira.



 


Compartilhe esta notícia em suas redes sociais