Geral

Eletrônicos descartados de forma irregular em Carazinho são um problema cada vez maior

Jornalista Gazeta
Junho 11 / 2019

O diretor de serviços da secretaria de Obras, Adelar Barcelos, conversou com a  reportagem da Rádio Gazeta AM nesta semana sobre o constante trabalho de recolher em locais incorretos itens descartados pela comunidade, tais como os aparelhos de TV que aparecem na imagem acima, recolhidos pelo veículo do setor.

Segundo ele existe uma campanha permanente pedindo para que as pessoas não coloquem nos containeres itens como eletrônicos, restos de material de construção, galhos, móveis, entre outros, que danificam o container e também o caminhão que faz a coleta. Há situações em que o peso do container é superior ao suportado pelo caminhão, que não consegue erguer e esvaziar o container.

Exemplo disso são esses eletrônicos descartados de forma incorreta. Além de pedir à população que tome cuidado neste sentido, ele avisa que são feitas campanhas de coleta de lixo eletrônico, como no final de maio, ocasião nas quais deve ser levado esse tipo de produto.

''Quem não conseguiu ir na última coleta feita na praça e ainda tem esse tipo de eletrônico em casa pode levar na secretaria de Obras que daremos o destino apropriado, mas não joguem nos containeres porque acaba também danificando o caminhão da coleta, e o conserto é demorado pois as peças precisam vir de fora, atrasando o serviço'', diz Adelar. Por esse motivo, de dano no caminhão, é que alguns pontos da cidade ficaram com containeres cheios nos últimos dias, mas segundo ele a situação foi normalizada nesta semana.


(Foto Grupo Gazeta).



Compartilhe esta notícia em suas redes sociais