Educação

Carazinho pode integrar Rede de Cidades Educadoras

Jornalista Gazeta
Junho 11 / 2019

Já está no Legislativo Municipal o projeto de lei nº 042/19 que autoriza o município a aderir à Carta das Cidades Educadoras e filiar-se na Associação Internacional das Cidades Educadoras ? AlCE. Isso significa instituir e manter políticas de intercâmbio nacional e internacional, colaborar em políticas, programas e projetos, compor conselhos, comitês e diretorias. Ainda, poderá participar do Banco Internacional de Documentos, compartilhando programas e projetos desenvolvidos no município e reaproveitando outros de outras cidades do mundo.

Nesta segunda-feira, dia 10, o presidente Daniel Weber esteve em reunião com a diretora da UPF Campus Carazinho, Munira Awad, e com o secretário de Educação, Lucas Gabriel Lopes, colhendo informações sobre o projeto. Munira Awad explicou que a UPF está liderando esta ação porque entende a importância de se criar uma rede regional de cidades educadoras e inteligentes, usando todo o conhecimento dos seus professores e estabelecendo, desta forma, diversas parcerias na educação, saúde e desenvolvimento. Weber destaca que todo o investimento em compartilhamento de conhecimento que retornem em benefícios para a cidade receberão apoio dos parlamentares. O projeto de lei segue agora para a análise da procuradoria jurídica e comissões permanentes.

 

Entenda

A Associação Internacional de Cidades Educadoras - AlCE, está constituída atualmente por cerca de 490 cidades de 36 países, unida pelo comprometimento de transformação através da globalização e diálogo internacional. Trata-se de uma proposta de cooperação dos diferentes departamentos municipais com a sociedade civil organizada, estimulando a participação da comunidade, em especial os jovens, em espaços que promovam a cultura, a valorização de seus costumes e origens, a integração e o respeito mútuo. Integrando a rede o município passa a ter acesso aos projetos executados pelas cidades do mundo inteiro que compõem o programa.

 

(Fonte: Ascom Câmara de Carazinho).


Compartilhe esta notícia em suas redes sociais