Geral

Carazinho terá ação da proteção aos animais no domingo (09)

Jornalista Gazeta
Dezembro 06 / 2018

A manifestação é para demonstrar que em Carazinho também há pessoas revoltadas com a morte ocorrida no estado de São Paulo da dias atrás de uma cadela no estacionamento do supermercado Carrefour, espancada por um vigilante da empresa.

O fato teve grande repercussão pela crueldade e para chamar a atenção das pessoas quanto aos maus tratos e buscar conscientizar a fim de que casos assim não se repitam, Ana Carolina Makoski da Cunha participou do programa Gazeta no Sertão desta quinta-feira (06), conversando com o apresentador Tiago Borges.

A ação será na praça Albino Hillebrand no domingo, dia 09, às 20h, e as pessoas que quiserem participar podem levar uma vela.

Ana Carolina disse que infelizmente o episódio em São Paulo não é um fato isolado, que há ainda muitas situações de maus tratos aos animais em todo o lugar, inclusive Carazinho. ''Existem maus tratos não só para animais que vivem na rua, como nesse caso específico em São Paulo, mas também dentro de casa, de cachorros que tem tutores e são acorrentados, sem água, carinho, afeto, o que se enquadra como maus tratos e crime ambiental''.

Sempre que há manifestações voltadas à proteção aos animais há quem critique dizendo que tais ações deveriam ser feitas também para humanos quando em situação de vítimas, e neste sentido ela lembra que a dedicação aos animais é um trabalho árduo e não significa que protetores de animais não defendam pessoas também. Segundo ela quem faz uma maldade para um animal faz também para um ser humano, para um idoso, e sempre se estende a mão também para pessoas que necessitem de ajuda. 


Compartilhe esta notícia em suas redes sociais