Polícia

Família de Carazinho procura aluna da Apae que está desaparecida

Jornalista Gazeta
Outubro 06 / 2018

A ocorrência foi registrada pela mãe da menina Flávia Vitória Maciel Kowatzky, 13 anos, informando que deixou a filha sozinha por cerca de 40 minutos nesta sexta-feira (05), e nesse período saiu de casa, no bairro Ouro Preto, por volta das 14h30min, e desapareceu.

A mãe, Caciana Maciel, informou para a Rádio Gazeta AM que a filha tem retardo intelectual, frequenta a Apae em Carazinho, tem o cabelo escuro e na altura dos ombros, e saiu de casa levando R$ 100 em dinheiro e algumas maquiagens.

Caciana tem procurado pela filha desde ontem, inclusive falou com um adolescente que aparenta ter 17 anos com quem a menina teve proximidade quando ambos se conheceram na Apae, mas ele disse não saber do paradeiro de Flávia. Esse menor, conforme informado na ocorrência policial, foi expulso da Apae por danificar as câmeras de videomonitoramento do local, e atualmente frequenta o Abrigo Municipal.

A polícia foi informada que ele ameaçou ''descer'' no bairro onde a família da menor desparecida mora, e por isso há a suspeita de que ele possa saber onde Flávia está. Conforme a ocorrência ele teria dito para a mãe da menor ''tu vai ver o que eu vou fazer com a tua filhinha''.

Quem souber alguma informação sobre o paradeiro dela, pode informar a polícia civil pelo telefone 197. 




Compartilhe esta notícia em suas redes sociais