Educação

Universidade aborda em Carazinho tema em razão do pacto universitário pelos direitos humanos

Jornalista Gazeta
Abril 16 / 2018

Os acadêmicos do curso de Direito da Ulbra Carazinho participaram da palestra Mulheres: poder, política e migrações, que fez parte do cronograma de atividades desenvolvidas pelo Observatório da violência e dos Direitos Humanos, projeto de extensão coordenado pela coordenadora e docente, Profª Me. Virginia Icle, que tem como um de seus objetivos a conscientização e promoção dos direitos sócio-fundamentais de cidadãos e grupos de cidadãos que se encontram inseridos em situações de vulnerabilidade social.

A palestra ministrada pela Drª Leilane Serratine Grubba está entre as demandas que abarcam os temas relativos à violência de minorias e desrespeito aos direitos humanos que ocupam, cada vez mais, um espaço de relevância na sociedade. Por isso, o aluno do Direito deve estar preparado para responder essas demandas, trazendo alternativas fundamentadas na nossa Constituição para a resolução desses conflitos.

A coordenadora e docente Profª Me. Virginia Icle destacou que além da vinculação ao projeto de extensão, o tema também se fez relevante em razão do pacto universitário pelos direitos humanos do qual a Ulbra faz parte. "O evento possibilita ao aluno ampliar seus conhecimentos sobre a temática da violência e da promoção dos direitos fundamentais. A universidade, além de ser uma instituição confessional, participa do Pacto Universitário pelos Direitos Humanos. Por isso, suas atividades devem estar voltadas a consolidação da dignidade da pessoa humana, princípio inerente a cada cidadão e que deve ser garantido como um direito inerente a qualquer pessoa".

Fonte ACS Carazinho. Fotos: Andresa Lima.



Compartilhe esta notícia em suas redes sociais