Polícia

Polícia Civil de Carazinho conclui mais de mil inquéritos em 2017

Mateus Leal
Janeiro 11 / 2018

A delegada titular da Delegacia de Policia de Carazinho, Rita Felber De Carli, convocou a imprensa nesta manhã de quinta-feira (11) para divulgar os números e dados referentes ao ano de 2017 realizados pela DP. 

Conforme a delegada, a Delegacia de Polícia de Carazinho realizou sete operações policiais no ano de 2017, com foco na investigação de homicídios, roubos, tráfico de drogas e captura de foragidos. ''As operações da Delegacia não são muito grandes, focam demanda atual, determinada, por duas razões: primeira, pelo pequeno número de policiais para o serviço de investigação, que é trabalhoso e demanda o conhecimento e uso de técnicas modernas de investigação, uso de recursos tecnológicos especializados; e segundo, porque têm se mostrado mais efetivas do ponto de vista dos resultados'' explica a delegada.


Resultados gerais, exclusivamente das operações:

- 27 inquéritos concluídos e remetidos para o Poder Judiciário, 

- 22 Prisões em Flagrante, na grande maioria convertidas em preventiva,

- 2 apreensões de adolescentes infratores,

- 17 Prisões Preventivas decretadas e cumpridas, 

- 26 armas de fogo apreendidas (revólveres, pistolas, espingardas, carabinas, rifle),

- 2 veículos apreendidos (um Voyage e um Siena),

- Drogas: 60 kilos de maconha, 417 gramas de cocaína, 1,34 kg de crack (aprox. 6.500 pedras) e  522 comprimidos de ecstasy,

- grande quantidade de munição, de diversos calibres, inclusive de uso restrito; petrechos para a prática de roubos; telefones celulares;  produtos de roubo; objetos de provável procedência ilícita, dentre outros. 


1. OPERAÇÃO BRIPAK, aberta com a finalidade de elucidar o latrocínio de Amauri Schneider, ocorrido no dia 25 de janeiro de 2017. Identificados os dois autores do crime, que tiveram a prisão preventiva decretada. 


2. OPERAÇÃO SAQUEADORES:  deflagrada com a finalidade de elucidar um roubo de grandes proporções, ocorrido no dia 29.01.2017, o maior registrado em Carazinho, tanto pelo valor da mercadoria subtraída, como pelo número de partícipes,  logística empregada e audácia dos criminosos.

Foram identificados 8 (oito) autores do roubo. Foram expedidos pelo juízo seis Mandados de Prisão Preventiva e Mandados de Busca e Apreensão, resultando na prisão de 10 pessoas e na apreensão de 5 armas de fogo. 


3.  OPERAÇÃO BIRD: deflagrada com a finalidade de elucidar o homicídio de Adriano Borges. Foram identificados os três autores do crime, dois adultos e um adolescente. Decretada a prisão preventiva de um dos indiciados.


4. OPERAÇÃO DIAMANTE: deflagrada com a finalidade de investigar roubos, dentre eles o de uma Relojoaria de Carazinho ocorrido no dia 02.08.2017 e identificar quadrilha que vinha agindo em Carazinho e Região. A Delegacia representou pela expedição de Mandados de Prisão Preventiva, Temporária e de Busca e Apreensão. O juízo expediu um Mandado de Prisão Preventiva e seis Mandados de Busca e Apreensão, para cumprimento em Carazinho e Passo Fundo.

A Operação foi deflagrada no dia 10.08.2017, pela DP de Carazinho, com o apoio da DPPA e DPCA de Carazinho; e da DEFREC e 1ª DP de Passo Fundo, para o cumprimento dos mandados em Passo Fundo.

Durante a ação foram realizadas seis prisões em flagrante: 

1. Uma por tráfico de drogas na cidade de Passo; com apreensão de 48 kg de maconha; 860 gramas de crack, quantidade para produzir aproximadamente 4.300 pedras; a importância de R$ 4.836,00 em dinheiro; touca ninja; balança de precisão; rádio comunicador  HT ; além de diversos outros objetos de provável origem ilícita;

2. Uma prisão por Posse/Porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, com numeração raspada;  munição de diversos calibres, inclusive de fuzil; diversas peças de vestuário, novas;  três  telefones celulares, a importância de R$ 8.697,00, em dinheiro;  roupas; e touca ninja; Também por receptação;

3. Três prisões por receptação;  com a apreensão da importância de R$5.056,00, em dinheiro; diversas joias (entre elas algumas que haviam sido roubadas na joalheria, relógios e óculos, totalizando 70 peças; máscara pânico, espingarda de pressão; além de roupas e calçados novos, alguns já reconhecidos como sendo produto de roubo/fruto; e

4. Uma prisão por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido.

 Resultado da Operação:

- 1 Prisão Preventiva;

- 6 prisões em flagrante;

- Apreensão de 48 kg de maconha;

- Apreensão de 860 gramas de crack (aproximadamente 4.300 pedras) e balança de precisão;

- Apreensão de duas armas de fogo, uma com numeração raspada; e munição de diversos calibres, inclusive de uso restrito;

- A importância de R$ 18.589,99, em dinheiro;

- Joias diversas, roupas e calçados, alguns de comprovada procedência ilícita, etc.

  

5. OPERAÇÃO PARA COMBATER A CAÇA ILEGAL -  trabalho conjunto do Ministério Público, Polícia Civil e PATRAM, com a finalidade de reprimir a caça ilegal em Carazinho e Coqueiros do Sul. Foram expedidos nove mandados de Busca e Apreensão.

Durante a ação, que aconteceu no dia 04.12.2017,  duas pessoas foram presas em flagrante por posse ilegal de arma de fogo com numeração suprimida e ainda foram registradas cinco ocorrências por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Foram apreendidos os seguintes objetos:

- Dois tatus, animal cuja caça é proibida; 

- Roupas camufladas usadas  para prática da caça;

- 14 armas de fogo, longas, espingardas e carabinas, de diversos calibres, todas em situação irregular: 12 com registros antigos, vencidos,  e duas com numeração suprimida;

- várias cartucheiras com munições; grande quantidade de munição de diversos calibres, inclusive de armas curtas, calibre .38 e .22; e

- Petrechos para  recarga: pólvora, chumbo, espoleta e ainda três lunetas. 


6.  OPERAÇÃO 3 R:    Iniciada no mês de setembro/2017 para investigar crimes de roubo, tráfico de drogas e capturar dois foragidos da justiça, perigosos.

Durante a investigação foram realizadas 8 (oito) prisões em flagrante, cinco em Carazinho, três por tráfico de drogas, uma por posse ilegal de arma de fogo e receptação e outra por porte ilegal de arma de fogo; e  três em Tramandaí, por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, porte  ilegal de arma de fogo de uso restrito e formação de quadrilha.

Ainda foram elucidados seis crimes: dois roubos em Carazinho; dois roubos em São Jorge - Parai, um roubo em Três Cachoeiras e ainda um quadruplo homicídio nesta cidade de Carazinho, com inquéritos já remetidos ao Poder Judiciário. Foram expedidos seis Mandados de Prisão Preventiva em Carazinho e um em Três Cachoeiras, todos cumpridos.

Resultados da operação:

- 8 prisões em flagrante

- 7 Prisões Preventivas

- Apreensões: drogas, 9,177 kg de maconha; cinco armas de fogo: um revolver, calibre .38, um rifle e uma espingarda calibre .22, uma pistola 9mm e uma pistola calibre.380; , munição de diversos calibres;  dois veículos, um Voyage e um Siena Fire/flex;  petrechos para roubo: toucas ninjas, luvas, miguelitos, granada artesanal, colete balístico, além de diversos objetos de provável procedência ilícita.

O IP foi concluído e remetido ao Poder Judiciário nesta data, com mais cinco indiciamentos por formação de quadrilha e pedido de Prisão Preventiva. 

Os dois foragidos foram presos, um pela Polícia Civil e outro pela Brigada Militar. 


7. A Polícia Civil ainda reprimiu o ingresso de membros da facção ?Os Manos? nesta cidade, no dia 30 de agosto de 2017. Nessa data, a polícia recebeu informações dando conta de que em determinado local, no bairro Floresta, havia intensa movimentação de pessoas e possivelmente dois foragidos.  Em diligência no local, foram encontrados quatro indivíduos, oriundos da grande Porto Alegre, dois maiores e dois adolescentes, com grande quantidade de droga: 417 gramas de cocaína, 2,862 kg de maconha, 482 gramas de crack e 522 balas de ecstasy. Os maiores foram presos em flagrante o os adolescentes apreendidos. Os dois maiores tiveram a prisão preventiva decretada e um adolescente foi internado no CASE.


NÚMEROS GERAIS DA DELEGACIA DE POLÍCIA DE CARAZINHO, ANO DE 2017:


Total de drogas apreendidas em ações da Delegacia de Polícia Civil de Carazinho em 2017: 

- Maconha: 72,431kg

- crack:  3,131 kg

- Cocaína:   2,807 kg

- Ecstasy:  525 comprimidos e

- LSD: 15 unidades


Armas de fogo apreendidas: 91

Revolver: 33  

Espingarda: 38  

Carabina: 4

Pistola: 10

Garrucha: 5

Rifle: 1


PRISÕES (Flagrantes e Preventivas): 120


Inquéritos concluídos e remetidos ao Poder Judiciário em 2017:

Total: 1301

Homicídios: 59

Tráfico de drogas: 33


Dados estatísticos:

Homicídios: consumados, 17 em Carazinho, mais um em Santo Antônio do Planalto

Homicídios tentados:  31 em Carazinho, mais três em Santo Antônio do Planalto

Latrocínios: dois consumados, com morte da vítima e um com vítima lesionada. 








Publicado por: Mateus Leal E-mail: mateus@gazeta670.com.br
Compartilhe esta notícia em suas redes sociais