Polícia

Atrito pela falta de estacionamento vira caso de polícia em Carazinho

Tiago Borges
Agosto 08 / 2017

Devido a problemas quanto a não ter um local adequado para estacionar, o empresário do ramo de floricultura em Carazinho, Nadir De Lazzari, já efetuou vários pedidos junto aos departamentos competentes, para que fosse elaborado um estacionamento, mesmo que rotativo para carga e descarga.

Em entrevista para a Rádio Gazeta AM, o empresário disse que os pedidos, mesmo com intervenção de outras entidades organizadas, não foram atendidos e os locais destinados não são adequados.

Com mais um pedido negado na sexta-feira, dia 3 de agosto, Lazzari teria ido até a Prefeitura Municipal tentar agendar um novo encontro para debater o assunto, quando teria sido recebido de forma ''truculenta'' pelo secretário de desenvolvimento do governo municipal.

O empresário afirmou que a ida até o espaço público seria para tentar tratar sobre o assunto, mas o secretario não teria o recebido de forma amigável. Em razão disso, o comerciante efetuado junto a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Carazinho uma ocorrência policial, pois conforme Nadir, aquele ato teria causado constrangimento pessoal, visto que outros funcionários públicos e algumas pessoas da comunidade presenciaram o fato.

Em contato com o secretário envolvido, Dênison da Costa, o mesmo informou a nossa reportagem que ainda não estava a par do fato, e que hoje cumpria agenda em Porto Alegre, voltando durante a semana e irá se manifestar a respeito do caso.



Publicado por: Tiago Borges E-mail: jornalismo@gazeta670.com.br
Compartilhe esta notícia em suas redes sociais