Geral

Carazinho novamente presente na Cavalgada Vereda das Missões

Ana Maria Leal
Maio 19 / 2017

O vento minuano, partindo dos Andes, toca todas as plagas rio-grandenses e, revolvendo a poeira das gerações passadas retempera as gerações presentes. Um Povo sem tradição é como uma árvore sem raízes. A boa tradição é a melhor parte da alma nacional. João Cezimbra Jacques, em Assuntos do Rio Grande do Sul.

 ''Beijemos a mão do Passado que é velho. E velhice é realeza!'' Tobias Barreto.


Cavaleiros de Carazinho farão Cavalgada até o Carijo de Palmeira das Missões com objetivo de homenagear os exploradores dos sertões, do caminho das Missões, produtores de erva-mate, bem como os pioneiros no povoamento luso-brasileiro dos territórios que vieram constituir o Erval da Palmeira (Palmeira das Missões e Santa Bárbara) e Jacuizinho (Carazinho, Passo Fundo, Nonoai, Sarandi e Nonoai), antigos 4º e 5º distritos de Cruz Alta, respectivamente. 

O legado desses pioneiros não é pouca coisa. O território que hoje dispomos é um colosso natural, rico em todos os aspectos, o que por si só justificaria a comemoração do bicentenário da Vereda das Missões (1816-2016). 

Os pioneiros foram muito além da exploração dos caminhos. Eles povoaram o território para assegurá-lo para Portugal, e depois para o Brasil. 

A Cavalgada tem como meta transferir conhecimentos históricos de acontecimentos e fatos, para que a geração atual compreenda determinados períodos, da presença da civilização portuguesa, depois brasileira nesta região, principalmente o seu modo de viver, em relação à economia, destacando que a erva-mate foi à primeira fonte de renda da economia regional, e também a geopolítica.

Hoje somos os protagonistas, logo, vamos conhecer um pouco mais sobre Atanagildo Pinto Martins, Rodrigo Félix Martins, Thomaz da Silva Prado, Fidélis Militão de Moura, Antônio Novais Coitinho, Fagundes dos Reis, Francisco Leandro de Quadros, Alexandre Luiz da Silva e tantos outros pioneiros.

Texto enviado pelo tradicionalista Adari Ecker.


CAVALGADA VEREDA DAS MISSÕES - PROGRAMA

Dia 23/05/2017: Concentração ao lado da GIBACAR (atrás do Posto Bela Vista) Carazinho/RS.

7h e 30min - Início da Cavalgada 

Almoço: Área de repouso na Linha Quadros, em Al. Tamandaré do Sul.  (16 km)

Cavalgada, Jantar e pouso Salão Comunitário São Jorge, Mata Cobra.      (15 km)  

Dia 24/05/2017:    Cavalgada, Almoço no CTG Galpão Crioulo, Chapada. Atividade Cívica. (9 km).

 Cavalgada, jantar, Atividade Cívica e pouso em Boi Preto.  (16 KM).

Dia 25/05/2017:  Cavalgada, encontro com a Cavalgada de São Miguel do Oeste.                       

Recepção no Parque de Exposições de Palmeira das Missões.   (22 km)                     

Almoço e confraternização.

TARDE: Cavalgada até o monumento 'OS MARAGATINHOS' 

GERAÇÃO DA CHAMA CRIOULA DO 32º CARIJO e condução da mesma em cavalgada até o Parque de Exposições.  (6 km)

Cavalgada até o Sítio Santo Antônio, onde cavaleiros e equipes de apoio serão hospedados.   (7 km).

QUILÔMETRAGEM TOTAL DA CAVALGADA (IDA): 91 km

 

OBSERVAÇÃO: Cavaleiros e equipe de apoio que precisam retornar após a solenidade da Chama do Carijo, poderão fazê-lo. O ponto de referência no Carijo será o Moto-Home da Empresa Bagetti, Com previsão de retorno para o dia 27/05/2017, após o almoço.


1. Os participantes deverão estar pilchados e seus animais encilhados conforme as recomendações do MTG. 

2. Os proprietários deverão apresentar GTA e os exames dos animas, conforme determina O ATUAL GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL.

CONTATOS: (54) 99115-6573 e (54) 99983-1523. 


(Foto Arquivo Grupo Gazeta)




Publicado por: Ana Maria Leal E-mail: anamaria@gazeta670.com.br
Compartilhe esta notícia em suas redes sociais