Política

Câmara federal exonera CC flagrada batendo o ponto e indo para a ginástica

Ana Maria Leal
Agosto 26 / 2016



Foi publicada nesta quinta-feira (25), no boletim administrativo da Câmara dos Deputados, a exoneração de Giovanna Yolle Silva de Jesús. A servidora foi flagrada, no último dia 17, chegando ao trabalho vestida com trajes de ginástica por volta das 9h30min. Ela bateu o ponto e foi embora. Mais tarde, por volta do meio dia, ela retornou ao local, com a mesma roupa. O caso ganhou repercussão e gerou revolta.

A exoneração é retroativa a partir do dia 18 de agosto. Giovanna tinha cargo em comissão de assistente técnico de gabinete, com CNE-09, no gabinete do primeiro vice-presidente, o deputado Waldir Maranhão. O salário é de mais de R$ 11 mil.

Pelo Facebook, Giovanna se defendeu. Ela conta que fez uma cirurgia no joelho em 20 de junho e ficou proibida de malhar. Por esse motivo, faz, segundo ela, fisioterapia. Disse que começou a trabalhar na Câmara em 29 de junho mesmo mancando e sentindo dores. No dia do flagrante, ela diz que faria um teste ergométrico e que apenas foi a câmara para buscar o carregador de celular que havia esquecido.








Publicado por: Ana Maria Leal E-mail: anamaria@gazeta670.com.br
Compartilhe esta notícia em suas redes sociais