Coluna Circulando e a política atual.

Estacionamento.

Ana Maria Leal
Janeiro 14/ 2021

Surgiu na câmara de vereadores nesta semana através de um Requerimento de Pedido de Providência uma questão envolvendo o estacionamento rotativo pago que pode resultar em mudança na área abrangida.

Mudança, vale sublinhar, não em redução ou aumento do número de vagas existentes, que é de 1.201.

Mas mudança no sentido de retirar o rotativo pago de uma quadra, e colocar em outra.

Conforme o contrato firmado entre município e a empresa Stacione, pelo período de 10 anos, e cujo primeiro será completado em 03 de fevereiro, o número de vagas não pode ser mexido, nem para mais, nem para menos.

Tal requerimento que se enquadra nessa, digamos assim, substituição, é de autoria do presidente da câmara, Tenente Costa (MDB).

A proposta é de que seja extinto o estacionamento pago na rua Cipriano da Luz entre a avenida Pátria e a General Câmara.

''Pessoas que vem de outros municípios para estacionar na Cipriano da luz, em frente às capelas funerárias, chegam de madrugada, entram, e quando retornam aos veículos está a conta de R$ 16 por não terem colocado a cautela. Falei com a Stacione e há a possibilidade de permutar. Tira o estacionamento pago daquela rua e coloca em outra de área central, temos algumas ruas que tem comércio e não sei o porque que não tem o estacionamento rotativo pago. A Mauá, atrás da Magazine Luiza é um exemplo, a Alexandre da Mota, nos Comerciários (sindicato) é outro exemplo'', disse ele.

Como eu disse, é uma alteração que pode ser feita conforme o contrato, fora do que está lá, e que foi aprovado pela câmara de vereadores, nada mais.






Compartilhe esta coluna em suas redes sociais