Coluna Circulando e a política atual.

Esporte.

Ana Maria Leal
Janeiro 12/ 2021

Para um ano que recém começou as discussões na câmara de vereadores tem sido bastante efusivas.

Foi o que aconteceu na noite desta segunda-feira (11).

O motivo, desta vez, o esporte na cidade.

Ou, melhor dizendo, a falta de investimento nele.

Tudo começou com um requerimento de pedido de providência de autoria do vereador Alécio Sella (PP) para que o município se manifeste diante do ''descontentamento com as causas ligadas ao esporte''.

No documento protocolado pelo vereador estão as assinaturas de representantes de segmentos esportivos e reivindicações, como, a mudança da direção do departamento de esportes municipal, ou os times não vão participar dos campeonatos organizados pela prefeitura.

Algumas dessas pessoas listadas no documento, inclusive, estavam presentes à sessão.

O emedebista Vanderlei Lopes disse a Alécio que ''não é assim que se constrói'' e que votaria contra, numa justificativa de voto, a um dos itens do requerimento com o qual discordou.

Falou do planejamento do executivo para contemplar o esporte que inclui a criação de uma secretaria, numa fusão com a cultura, algo que será anunciado em breve.

Alécio cobrou atenção do poder público desde a infraestrutura dos campos, e citou o Brasil como exemplo, onde nem um maquinário para cortar a grama foi enviado nos últimos anos para colaborar com o clube.

Vanderlei, que, pelo que eu entendi, integra a direção do Brasil há mais de 40 anos, não gostou, e até pediu espaço de explicações pessoais ao final da sessão.

Adriano Strack (PRTB) que aparentemente escolheu ficar no mandato de vereador e não mais jogador de futebol, cujo dilema ele mesmo confirmou, também aproveitou e falou sobre seus projetos para a área que serão tratados em reunião com o prefeito Milton nesta semana.

O presidente Tenente Costa (MDB) confirmou a agenda, acrescentando que será nesta quarta, às 13h30, com a presença do prefeito. Ele não reassume a prefeitura- o que está previsto para a próxima sexta-, mas concordou em participar do compromisso.

Valdoir de Lima (PSDB) pediu o apoio de todos aos projetos esportivos de Adriano, e disse que gostaria de estar junto participando da reunião, assim como os demais vereadores que quisessem.

Não vai ser dessa vez.

O encontro será apenas com o vereador e representantes da Fundescar, já que a proposta de Adriano diz respeito a investimentos que precisam, antes de tudo, do ok da fundação.

Mas teve mais sobre esporte na sessão.

Fábio Zanetti (PSDB) propôs a instalação de uma comissão especial de desporto e paradesporto na câmara de Carazinho, com cinco vereadores nomeados para discutir o que pode ser feito pela comunidade antes de executar.

Como exemplo, mencionou a instalação de uma academia ao ar livre na Acapesu, a poucos metros de onde já tem uma academia igual, na sede da Amospe (Associação de Moradores dos bairros São Pedro, São João, Herter, Boa Vista e Sandri).

Para Fábio não precisaria ter sido instalada ao lado da Acapesu, e sim num bairro onde pudesse ser melhor desfrutada pela população - pois na Acapesu parece ficar ociosa a maior parte do tempo-, e também não foi pensado pelo governo municipal que esses lugares tenham equipamentos apropriados para pessoas com necessidades especiais.  

Algo que Fábio já havia pedido no ano passado para que fosse planejado antes da compra dessas academias, mas, não foi ouvido.






Compartilhe esta coluna em suas redes sociais