Coluna Circulando e a política atual.

Vai faltar lugar.

Ana Maria Leal
Novembro 24/ 2020

Nos bastidores não se fala em outra coisa.

Nem bem o prefeito Milton recolocou os pés no paço municipal após ser reeleito e tem sido assediado por apoiadores que contribuíram para a vitória nas urnas em 15 de novembro.

O motivo do sobe e desce nas escadas não é apenas manifestar cumprimentos aos vitoriosos.

É a avidez por espaço na gestão municipal.

Espaço, leia-se, cargos.

Entre essas visitas, algumas insistentes, repetitivas, estão tanto eleitos como não eleitos.

Basta perguntar a servidores ou CCs e vão confirmar que o gabinete está ''uma loucura'' nos últimos dias.

A composição do futuro governo tem um partido a mais do que em 2016, quando eram quatro.

Agora, são cinco, além do MDB, PSB e DEM, que permaneceram na coligação, os novos aliados nessa campanha eleitoral são o PTB e o PSL.

Isso pode significar mais pessoas para acomodar.

Siglas que já tem suas indicações para compor o quadro de CCs.

Dizem que vai faltar espaço.

Quem está em cargos quer ficar, quem não está, quer entrar.

Tem quem cogite, inclusive, que seja encaminhado projeto para aprovação na câmara a fim de garantir determinada permanência em cargo cuja hora de despedida, por lei, estaria chegando.

É, tem jeitinho para tudo.






Compartilhe esta coluna em suas redes sociais