Coluna Circulando e a política atual.

Pegos de surpresa.

Ana Maria Leal
Novembro 20/ 2020

Mesmo na hora de tratar de sua sucessão à frente do PP o presidente Aylton dá o que falar.

Após a publicação aqui sobre a posição dele sobre o futuro do partido em Carazinho, fui procurada por Albano Kayser e pelo filho Aldrin para falar a respeito.

Albano fez a seguinte consideração: ''Primeiro!! Tenho que dar os parabéns a ele (Alécio) pela belíssima votação. Mas, para ser presidente tem que ter uma história partidária, situação que o AMIGO Sella deve ainda demonstrar. Quanto ao anunciar o nome de Aldrin, sem nem ser comunicado é questão interna que iremos resolver''.

Albano não quer mal entendidos neste sentido, afirmando que em nenhum momento o filho foi procurado para tratar da sucessão progressista.

Fato que o próprio Aldrin me informou: ''Gostaria de dizer que não tive conhecimento de nada sobre o assunto, e não o passa por minha vontade o que foi comentado. Sou progressista mas NUNCA me coloquei querendo estar junto a qualquer cargo executivo do partido''.

Aldrin vê o comentário de Aylton como mera especulação, e que não tem conhecimento algum do assunto.

Pode ser que Aylton tivesse cogitado esses nomes para ''sentir a temperatura''.

O fato é que nem todos concordaram com a estratégia...



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais