Coluna Circulando e a política atual.

Eleições 2020.

Ana Maria Leal
Novembro 11/ 2020

O promotor de justiça eleitoral, Dr. Juliano Grizza, concedeu entrevista nesta quinta-feira (12) para a Rádio Gazeta sobre os preparativos para o pleito do domingo, dia 15.

No dia de ontem esteve reunido com a delegada de polícia civil, Rita De Carli, e com o major Juliano Moura, à frente do 38 BPM, para traçarem a linha de trabalho nos dias que antecedem e no dia da própria eleição.

Ele alerta, entre outros, que casos de aglomeração e pessoas em exercício de boca de urna são considerados crime.

''Que a pessoa exerça o direito legal ao voto, mas tanto ao se deslocar de casa quanto ao retornar, não se aglomere, não unicamente em razão da pandemia, e não fique pedindo voto, distribuindo santinho, pois pode caracterizar boca de urna, crime, no dia do voto. Quem vai sozinho votar, ou com membros da família não é problema nenhum, o problema é ficar por perto abordando quem vai votar, o que caracteriza crime de boca de urna''.

Quanto ao trabalho do ministério público no que diz respeito a denúncias encaminhadas, o promotor informou que teve duas ou três, que se concentraram, basicamente, na questão de propaganda em local indevido, reclamações de propaganda pela internet.

Em linhas gerais, avaliou positivamente o momento atual.  ''Numa comparação de Carazinho com outros municípios onde há casos de violência e morte, Carazinho pode ser até elogiada de ter uma campanha, pelo menos ao que chega ao conhecimento da policia e do ministério público, pelo menos, não violenta''.

A respeito de crimes eleitorais que possam ocorrer de agora até o dia da eleição, e da devida apuração, explicou que serão objeto de registro, vai haver o encaminhamento talvez para uma audiência e ao ministério público, e, uma investigação.

Não é algo que se decide até o dia 15, segundo ele, pois exige oitiva de pessoas, obtenção de provas, ter base para arquivamento ou tomada de medidas judicias no âmbito da justiça eleitoral, tramites que acontecem depois da eleição.

Já quanto a apuração no domingo, o Dr. Juliano acredita que seja rápida, e pouco depois do encerramento previsto para às 17h os dados, apesar de ainda não oficiais, mas precisos, obtidos pela imprensa a partir da cobertura planejada, apontem quem venceu a eleição municipal.




Compartilhe esta coluna em suas redes sociais