Coluna Circulando e a política atual.

''É F...''!

Ana Maria Leal
Outubro 14/ 2020

Que as discussões esquentam na câmara em alguns momentos todos sabem.

Tem dia em que um tenta encerrar o assunto gritando.

E tem dia em que palavrão nem é notado.

Foi o que parece ter acontecido na sessão desta semana.

Nem todos perceberam quando um dos vereadores pronunciou um palavrão no momento em que se manifestava em plenário.

Mas, quem ouviu, me falou do assunto nesta quinta-feira (14).

Procurei o pedetista Anselmo Britzke (Gauchinho) que usou a palavra que começa com 'F' e termina com 'A' ao se dirigir a um colega, e, num primeiro momento, respondeu que ''achava que não teria dito''.

Enviei a ele o trecho da sessão que é transmitida pelo face da câmara.

A palavra estava lá.

''Mas é F... mesmo!'', foi como começou a sua explanação logo após pedir a palavra ao presidente e se manifestar sobre a subemenda proposta pelo vereador João Pedro para que não fosse aplicada a reposição do IPCA nos subsídios de prefeito, vice e secretários na próxima gestão.

Gauchinho me disse que não havia percebido, e que a primeira coisa que fará na próxima sessão será pedir desculpas.

Do lado de fora, tem quem se importa e quem não se importa.

Ouvi comentários de que a atitude dele é de quem não vai concorrer e tanto faz o que acontece na câmara nos meses que ainda restam do mandato.

Porém, Gauchinho me disse que não é assim.

Estava chateado porque o parecer dado pela comissão que preside foi derrubado para a votação da subemenda, como se o trabalho da comissão fosse desconsiderado em plenário.

Ele nem teve a atenção chamada pelo presidente da câmara.

Talvez porque em alguns momentos Gian Pedroso estivesse ao celular, durante a sessão.





Compartilhe esta coluna em suas redes sociais