Coluna Circulando e a política atual.

Santinhos.

Ana Maria Leal
Outubro 09/ 2020

Oficialmente sendo realizada desde o dia 27 de setembro, a campanha eleitoral 2020 está tendo maior visibilidade nas redes sociais, pelo menos até o dia de hoje (09), quando começaram as inserções no rádio e TV.

Mas, infelizmente, já vi jogados pelas ruas de Carazinho material de campanha, os panfletos (santinhos).

Lembrando que o Tribunal Superior Eleitoral permite a distribuição de panfletos, mas o despejo do material nas ruas, especialmente no dia da votação - prática comum em todo o país -, é proibido.

Não foi o caso que registrei na imagem aqui da Coluna. 

Não era um despejo do material de um único candidato, mas, na mesma quadra, havia pelo menos três panfletos de candidatos diferentes.

É uma pena que descartem esse material na via pública.

Pode-se entender que a pessoa não queira analisar o candidato, não goste de política, ou tenha se sentido constrangida em não aceitar receber o santinho do cabo eleitoral que estava distribuindo na rua.

Porém, se recebeu e não quer ficar com ele, basta guardar no bolso, na bolsa, e descartar em casa, no local correto.

Jamais na rua.

Ainda de forma informativa sobre esse período que estamos vivendo, está à disposição de todos nós uma ouvidoria do TSE.

''O cidadão que deseja denunciar à Justiça Eleitoral práticas eleitorais ilícitas deve entrar em contato com a Ouvidoria do TSE ou dos TREs. As denúncias dos eleitores podem ser encaminhadas à Ouvidoria, mediante preenchimento do formulário eletrônico'' consta no site do TSE.

Também pelo whatsApp foi criado um canal específico com o TSE para diálogo e denúncias.

Como a Justiça Eleitoral está incentivando o eleitor a denunciar se receber mensagens suspeitas, por exemplo, de contatos desconhecidos ou de vários grupos ao mesmo tempo, nessas eleições pode-se conversar com o TSE pelo WhatsApp e obter informações corretas sobre o pleito eleitoral.

Basta adicionar o número +55 61 9637-1078 na lista de contatos do aplicativo de mensagens.





Compartilhe esta coluna em suas redes sociais