Português e Literatura

O uso dos porquês

Maria Solange
Julho 13/ 2020

Saber usar os porquês é importante.

Não há como subestimar o seu uso.

Há até uma fase da nossa vida

Que nos leva a questionar tudo.


Por que não aprendo a usar essa palavra?

Porque  você não leva a sério a explicação.

Você ainda continua duvidando, por quê?

Eu não sei explicar por que faço isso.


Mas eu sei o porquê desta  indecisão.

O motivo, a causa por que você se debate 

É unicamente falta de atenção às aulas

E por não copiar do quadro os macetes.


Vamos lá para as dicas do seu emprego:

Por que separado sem acento é usado em

Início de pergunta: Por que tenho que ler livro?

Subentende-se o motivo: Não sabe ainda por que ler.

Substituível pela locução pelo qual: 

O livro por que deve se interessar está na escola.


Porque junto sem acento serve para

Explicar, justificar, dar uma resposta.

Leia livro, porque amplia o conhecimento.

Porque não lê livro, não possui criatividade.


Porquê(s) junto e com acento ou seguido de “S”

Quando vem antecedido por artigo, pronome

Ou numeral. Observe os exemplos:

Você já entendeu o porquê de ler livro?

Faça uma frase usando dois porquês.

Esse porquê usado está de acordo com as dicas. 


Espero ter contribuído com esta explicação simples.

Sempre que surgirem dúvidas ao escrever,

Lembre-se de que ao perguntar, usa-se por que...

Ao inverter a pergunta, escreve-se por quê...

Ao responder a qualquer indagação, escreve-se porque...

Se quiser usá-lo como sinônimo de causa, motivo, 

Escreve-se porquê ou porquês, dependendo do seu antecedente.


Leve a sério o uso dos porquês na hora de escrever,

Porque na oralidade, não se percebe a sua forma escrita. Certo?




(Foto: Divulgação)



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais