Coluna Circulando e a política atual.

Não era pra tanto.

Ana Maria Leal
Julho 08/ 2020

O pedetista Alaor Tomaz participou do Lado a Lado nesta quarta-feira (08) e, entre outros assuntos, falou sobre a repercussão do seu requerimento referente ao funcionamento dos supermercados aos domingos em Carazinho.

Desconhece o motivo da polêmica.

''Não entendi, até porque todos os vereadores votaram favoráveis ao requerimento''.

E quanto ao fato de parecer uma contradição, como especulou o vereador Tomate em entrevista para a Gazeta, Alaor ter votado pela abertura do comércio nas BRs em Carazinho em projeto aprovado no passado, e, neste momento, propor que o setor de supermercados fique fechado aos domingos, o pedetista afirma que faria tudo novamente.

''Votaria de novo pelo horário livre nas BRs se isso significasse desenvolvimento e geração de emprego e renda em Carazinho.  Projeto de desenvolvimento não é só no discurso''.

Alaor informou que apresentou o requerimento atendendo ao pedido que lhe foi feito por quem atua no setor de supermercados, e que faria o mesmo independente do setor em questão, se fosse procurado.

''Não é por não ser o setor que atuo que não posso dar uma sugestão, me dou bem com todos os donos de supermercados, e lamento o colega (Tomate) como sendo um dos membros do setor ter sido essa reação. E jamais foi uma atitude política, porque se ele está licenciado do cargo de presidente do sindicato não estamos licenciados da função de legisladores. Ou temos que fechar a casa legislativa nesse tempo de eleição''.

O pedetista pretende, como sugerido na sessão da segunda-feira,, buscar o ministério público para analisar a possibilidade de mudança no atendimento dos supermercados aos domingos. 





Compartilhe esta coluna em suas redes sociais