Coluna Circulando e a política atual.

No PDT, mas contrariado.

Ana Maria Leal
Maio 28/ 2020

O vereador Anselmo Britzke (Gauchinho) ao participar do Lado a Lado nesta quinta-feira (28) falou sobre sua permanência no PDT apesar de declaradamente se manifestar contrariado com o rumo que o partido tomou quanto às eleições municipais deste ano.

Desde o início das discussões sobre essa escolha Gauchinho manifestou sua vontade de que o partido assumisse posição apoiando o MDB na busca pela reeleição do prefeito Milton.

Mas, na votação realizada pelos pedetistas em março, a decisão da maioria foi coligar com o PSDB.

Fato que ainda não foi bem digerido pelo vereador.

Disse que não será o caso de deixar o partido, mas de aguardar, pois pode ser que o futuro mostre que a sua posição era a certa.

''Permaneço no PDT respeitando algumas decisões, mesmo sendo contrariado por decisões do diretório, mas tomando minhas posições, indiferente de A ou B, sou partidário, mas não sou obrigado a aceitar tudo o que o partido resolve. Como qualquer outra entidade que você participa, não precisa sair da entidade, mas pode se afastar se há alguma posição que você não gostou, porque a vida dá muitas voltas, pode acontecer de, ali na frente, a tua posição, que para um número de pessoas era errada, pode ser a certa, podem chegar e te dizer: você estava certo''.

O vereador ainda tem esperança de que o partido mude de opinião e não siga com os tucanos na disputa pela prefeitura.

''O PDT pode reverter algumas posições tomadas'', acredita.





Compartilhe esta coluna em suas redes sociais