Coluna Circulando e a política atual.

Escolha.

Ana Maria Leal
Maio 18/ 2020

A executiva provisória do PTB de Carazinho definiu em reunião no sábado (16) que vai apoiar o MDB na busca pela reeleição do prefeito Milton.

Wilson Moreira, presidente da sigla, falou em entrevista para o Lado a Lado desta segunda-feira (18) sobre a decisão.

Primeiro, segundo ele, houve a discussão se o partido teria candidatura própria.

Porém, com o fato do nome pretendido pelo PTB, de Munira Awad, declinar dessa possibilidade, passaram a análise de que rumo seguir.

Se ficar neutro, ou escolher algum dos convites para apoiar outras candidaturas.

Havia o convite do PSDB, do PP, após o rompimento com o MDB, e do próprio MDB.

A votação, segundo consta, teve maioria, não unânime, em acompanhar o partido da situação, que está no governo.

Moreira disse, sem entrar em detalhes, que ''por uma série de situaçõezinhas'' não vingou a aliança com o PSDB, que, a princípio, já conta com o PDT e o PL.

Perguntei a Moreira se Ronaldo Nogueira participou da definição em Carazinho e respondeu que não.

Disse que Ronaldo está se dedicando a um grupo de trabalho do PTB nacional que elabora alternativas para o governo federal.

Com essa união de PTB e MDB na disputa municipal, será a primeira vez que dois adversários nas urnas para a câmara federal, no passado, Ronaldo e Márcio Biollchi, estarão do mesmo lado.

Quando falei com o presidente do PP sobre a escolha começou dizendo: "O que o PTB tinha de melhor já está no PP, e é o vereador Tomate".

E concluiu Aylton: "Mas nosso interesse ainda é na Munira, no Elias Nogueira e na Julia Oliveira (irmão e sobrinha de Ronaldo)". 

Em tempo: corrigindo o Elias,  pois confundi as pessoas.





Compartilhe esta coluna em suas redes sociais