Português e Literatura

Em tempos de coronavírus...

Maria Solange
Março 23/ 2020

Em tempos de coronavírus, todo o passatempo é bem-vindo. Organizei algumas atividades que podem distrair e ajudar a esquecer um pouco todo esse problema que está afetando o mundo inteiro. Lembrei-me de uma brincadeira que fazia com os meus filhos quando estes eram adolescentes: STOP – a partir da letra inicial do próprio nome, listar os seguintes itens:

Exemplo: S – Solange (meu nome) – se souber mais, pode acrescentar.

1-Lugar – Sarandi, Sananduva                      6- Carro – Siena 

2- Flor/ folhagem – samambaia                    7- Cor – Salmão 

3- Árvore – Sândalo                                      8- Animal/ave – Seriema 

4- Comida – Sopa, Strogonoff                      9- Bebida – Skol, Sprit

5- Fruta – Sapoti                                          10- Eu sou – Sincera, Simpática 


Outra atividade que a família pode fazer junto é assistir ao filme “O Amor é contagioso” e depois conversar sobre a mensagem transmitida e, principalmente, entender por que o amor contagia, e por que isso é importante na escolha da profissão. Hoje sabemos, mais do que nunca, como a missão do médico se faz indispensável para o combate a esse vírus tão violento. Destacar também a importância de gostar do que se faz na hora de escolher uma profissão.

Quem assina jornal, pedir para que cada integrante da família escolha uma crônica, artigo ou reportagem para ler em silêncio para depois em uma mesa redonda, cada um falar sobre o que leu e o que aprendeu sobre isso. Assim se está aprendendo a compreender (entender o que leu) e interpretar (o que tirou de mensagem) do texto lido.  

Organizar a Hora da Leitura Oral em Família. Cada um escolhe um livro para ler oralmente. Pode ser de poesia, crônica, conto, fábula. E após todos fazerem  a sua leitura, cada um manifesta a sua opinião sobre o que mais gostou ou chamou a atenção.

Outra brincadeira cultural é pedir para que cada um forme uma lista de palavras  escritas com dois:1- X – xerox... 2- CH – cochichar... 3- G – gengiva... 4- J- jejuar... 5- B – beber... 6- D – dedetizar... 7- F – fofo...  8- M – mamão...   9- T – tatu...  10- V – viver... Quem fizer o maior número de palavras que existem (não vale inventar), será o campeão cultural com direito a um mimo que a família escolhe. 

Colocar uma música bem legal do gosto da maioria e dar uma folha em branco para desenhar o que a música o inspirou. Depois, se tiver lápis de cor, pintar a seu gosto. Uma terapia muito boa, principalmente se na família, tiver crianças. Lembrando que, para cada atividade, deve-se preparar o ambiente, cronometrar o tempo para não ficar cansativo.

Como não se sabe por quanto tempo ficaremos em quarentena, o importante é não fazer tudo ao mesmo tempo. Cada dia, faz uma coisa, até para respeitar a privacidade de cada um. Pode-se também organizar a hora da sesta após o almoço, em que todos da família tiram aquele momento para descansar, arejar a cabeça e , talvez, até sonhar com a volta da vida normal. Se Deus quiser!




(Foto: Divulgação)



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais