Coluna Circulando e a política atual.

Quem avisa...

Ana Maria Leal
Dezembro 10/ 2019

O pedetista Anselmo Britzke (Gauchinho) não economiza quando o assunto é aconselhar quem precisa.

No caso, o governo municipal, que conta com o seu apoio.

Não fosse assim, não teria se dado ao trabalho de dizer ao líder do governo, emedebista Márcio Hoppen (Guarapa) como deve agir para evitar danos à imagem do prefeito Milton.

Durante a sessão da câmara desta semana, Gauchinho fez uma referência ao polêmico projeto que foi apresentado pelo Executivo aumentando o salário de um quadro específico de servidores públicos, os assistentes sociais.

Ensinou a Guarapa que deveria ter notado logo na tramitação do projeto que havia resistência ao assunto e tendência a ser rejeitado no plenário, e, por isso, o melhor caminho seria sua retirada.

Porém, o governo não notou o inconveniente que estava propondo, pois conforme Gauchinho o projeto serviu para colocar os servidores uns contra os outros, deixando na linha de frente o chefe do executivo.

Repetiu o que havia falado tempos atrás de que ninguém tem coragem de apontar ao superior - e de quem depende seus salários - que podem não estar fazendo a coisa certa.

Lembram? Segundo Gauchinho os assessores preferem dizer ao prefeito que sempre é bonito, e, JAMAIS, que está feio.

Foi a forma que ele encontrou de apontar situações nas quais os assessores preferem garantir o emprego do que falar ao ''chefe'' que deveria agir de maneira diferente.

Ah, Gauchinho também acha que político tem que ter os pés no chão.

Parabenizou o MDB pelo ''grande evento'' realizado semana passada no CTG Rincão Serrano, mas observou que política é assim mesmo.

Quem está no poder nunca estará sozinho.

Por isso eventos promovidos por partidos que detém a caneta serão, sempre, os mais concorridos.

''Fui convidado mas não estive lá, mas vi muitas pessoas que eram de outros partidos, concorreram por outros partidos, se filiando ao MDB''.

Lembrou que com o seu PDT também foi assim.

Até que o partido deixou o poder.






Compartilhe esta coluna em suas redes sociais