Coluna dos apaixonados pelo Colorado

Flamengo dando exemplo

Anderson Amaral
Novembro 25/ 2019

Os títulos obtidos pelo Flamengo neste final de semana, Libertadores da América e Campeonato Brasileiro, vieram para derrubar, de uma vez por todas, que nossos treinadores, comissões técnicas e diretores, estavam totalmente equivocadas na velha teoria da preservação de jogadores em prol de determinado campeonato.

O Flamengo durante todo o ano, nas quatro competições que participou, somente preservava os jogadores que apresentavam lesões, deficiências fisiológicas ou por suspensões disciplinares. Caso contrário, sempre entravam em campo, independente do campeonato, os melhores jogadores, praticamente o time titular na maioria dos jogos.

Mas nosso colorado, em inúmeros momentos do ano, insistiu em colocar os reservas, o que proporcionava a interrupção do entrosamento entre os jogadores, pois a cada jogo era uma escalação.

E esta oscilação fazia com que o treinador, no momento em que precisava fazer substituições durante o jogo, não tinha certeza de quem deveria entrar, diante das formações diferentes a cada rodada.

Teve que vir um treinador da Europa, com passagens em vários times de renome e campeão da Champions League, para comprovar que um time vencedor é aquele que sempre entra em campo com o que tem de melhor, independente da competição e adversário.

Parabéns ao Flamengo, ao seu treinador Jorge Jesus, mas principalmente para o elenco que adotou a idéia de manutenção de time titular, com substituições pontuais e que ocorriam somente quando necessário.

Voltando ao nosso Colorado, ontem novamente tivemos mais uma decepção, qual seja a de não vencer em casa, diante do Fortaleza, que luta contra o rebaixamento. O empate em 2 a 2 somente ocorreu graças ao goleiro Marcelo Lomba, que nos últimos minutos do jogo defendeu uma penalidade máxima, o que poderia ser o final trágico de mais uma rodada desperdiçada.

A sorte é que os outros times que brigam por vaga na Libertadores também tropicaram, nos mantendo na sétima posição, com chances ainda de brigar por vaga direta na fase de grupos.

Diante do futebol que estamos apresentando, será uma verdadeira façanha, digna de comemoração, caso consigamos a vaga na fase preliminar da Libertadores da América.

Que a lição apresentada pelo Flamengo em 2019, o qual inclusive poderá comemorar o quarto título no ano, no Mundial de Clubes que ocorre a partir de 17 de dezembro, faça com que nossos dirigentes e futura comissão técnica, perceba a necessidade de manter um time base, em todos os campeonatos disputados.

Que assim seja.

Grande abraço.



(Foto: Divulgação)




E-mail:
Compartilhe esta coluna em suas redes sociais