Literatura e Português

Cuidado com a PONTUAÇÃO...

Maria Solange
Outubro 27/ 2019

A importância da pontuação em um texto funciona como uma espécie de sinalização, guiando e organizando o texto a ser lido. Como num trânsito, os sinais apontam onde deve haver pausas ou o que chama a atenção. Assim acontece com o texto: mal pontuado, torna-se ininteligível. 

E como diz no texto, “O Testamento” - A Pontuação Faz a Diferença: "Deixo os meus bens a minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do padeiro nada  aos pobres”. Neste trecho há possibilidades para que os leitores usem sua imaginação de diversas maneiras. Não que seja correto ocultarmos os sinais de pontuação, mas podemos trabalhá-los para dar sentido à forma de pensamento que quisermos transmitir aos nossos leitores.

Voltando ao fragmento acima, eis um sentido dado, devido à pontuação feita: “Deixo os meus bens a minha irmã? Não. A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada aos pobres”.(Neste caso quem herdou foi o sobrinho) Agora vamos supor que quem era para ficar com os bens eram os pobres: “Deixo os meus bens a minha irmã? Não. A meu sobrinho? Jamais. Será paga a conta do padeiro? Nada. Aos pobres.” 

Assim, percebemos que pontuar corretamente um texto faz-se necessário para não haver dúvidas. E para que aprendamos a usar adequadamente os sinais de pontuação, prestemos atenção ao seguinte:

1º ->Use a vírgula para separar elementos que você precisa listar; separar explicações que estão no meio da frase (os apostos); separar o lugar – o tempo – o modo (os adjuntos adverbiais deslocados) que vierem no início da frase; separar orações independentes.

2º ->Use a vírgula para intercalar as expressões (algumas vezes, muitas vezes, às vezes); para intercalar as conjunções (por isso, entretanto, no entanto, portanto); para isolar as expressões (isto é, ou seja, ou melhor).

3º ->Quando usar períodos compostos por orações coordenadas ou subordinadas, use a vírgula antes da conjunção (se esta vier no meio do período), e se vier no início, use a vírgula depois do término da oração. Ex.: Faltamos à aula, porque perdemos o ônibus. Quando sair, feche a porta. Os alunos fizeram as redações, porém esqueceram de passar a limpo. Assim que deu o sinal, todos se levantaram.

4º ->Lembrar que os parênteses só devem ser usados para colocar observações a mais, NUNCA para colocar coisas erradas. Ex.: Quintana (poeta gaúcho) escreveu muitos livros. 

5º ->Evitar usar o ponto-e-vírgula em redações. Substitua-o por ponto-final. Por quê? Porque ele é usado mais em itens de leis, decretos, petições. E outro motivo: nas redações, procure fazer períodos mais curtos, porque, além de facilitar na compreensão das ideias, você evita de cometer erros de pontuação. Mas nada impede que você use o ponto-e-virgula, desde que tenha certeza do seu emprego. 

Atenção! Nunca separar o sujeito de seu verbo nem o verbo de seu complemento por vírgula. 



(Foto: Divulgação)



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais