Coluna Circulando e a política atual.

Fora do Desenvolvimento.

Ana Maria Leal
Julho 12/ 2019

Soube nesta sexta-feira (12) que o emedebista Dêninson da Costa vai deixar de ser secretário de Desenvolvimento do município de Carazinho.

Não vai deixar o governo.

A informação é que irá, apenas, mudar de secretaria.

Vai passar a ser secretário Geral de Governo.

A princípio deve ser uma troca de lugar.

Dêninson vai ser secretário Geral de Governo, e Jorge Dutra, deixa de ser secretário Geral de Governo para ser secretário de Desenvolvimento.

Encontrei Dêninson neste final de tarde na CDL, durante reunião da entidade para organizar o evento Homens na Cozinha, marcado para 17 de agosto.

Foi lá que fiz essa foto na qual ele aparece conversando com Zani da Costa Zantos e Evandro Zanolla.

Nos cumprimentamos antes da reunião começar e quando eu pretendia conversar com ele para saber sobre a mudança de secretaria, já havia ido embora.

Procurei o presidente do MDB, Jorge Dutra, para saber a respeito, e, pelo watts, me respondeu:

''_Estamos negociando a possibilidade de fazer algumas mudanças no governo, ajustes. Mas nada concreto ainda em datas''.

Perguntei o motivo da troca:

''_Estamos discutindo a possibilidade de novos desafios. Tanto para mim como para o Dini''.

Dini, para quem não sabe, é o apelido do secretário Dêninson. 

Jorge disse mais:

''_Eu tenho alguns projetos para desenvolvimento''.

Nos bastidores políticos a informação é que declarações recentes de Dêninson sobre o crescimento dos investimentos na cidade, minimizando a falta de geração de emprego e renda, não foram bem recebidas, causando constrangimento político, respingando no governo Milton, e é isso que o partido não quer quando falta pouco mais de um ano para a eleição municipal.

Na nova função Dêninson terá, no gabinete, junto do prefeito, mais oportunidade de contato direto com a comunidade, acompanhando de perto a agenda, e, quem sabe, construindo um espaço para estar na nominata emedebista que vai concorrer ao legislativo em 2020.

É um caminho para começar a caminhada de teste nas urnas, já que tem planos de concorrer a deputado estadual no futuro. 

Plano, alguns devem lembrar, que já existia nas eleições de 2018, e foi adiado temporariamente.




Compartilhe esta coluna em suas redes sociais