Coluna Circulando e a política atual.

Aproximação.

Ana Maria Leal
Julho 09/ 2019

Adorado pelo PDT de Carazinho, especialmente aqueles que gostariam de tê-lo concorrendo na cidade futuramente a prefeito, Carlos Catto recebeu semana passada em Chapada dois vereadores carazinhenses interessados em ver como a gestão pública exemplificada na cidade vizinha pode resultar, entre outros, em geração de emprego e renda.

Alaor Tomaz (PDT) e João Pedro Albuquerque de Azevedo (PSDB) conversaram com o prefeito sobre os indicadores que o município de Chapada vem obtendo nos últimos anos tais como na atração de investimentos e que o colocam em posição de vantagem entre outros do mesmo porte e número de habitantes, aproximado de 10 mil pessoas.

Há quem defenda que apesar da questão legal ele pode concorrer por outra cidade se renunciar ao mandato no ano da eleição municipal.

Mas não pensa nisso.  

Catto, que é carazinhense, e fez questão de lembrar isso em entrevista recente para a Rádio Gazeta ''_nasci no HCC há 56 anos'' está no quinto mandado em Chapada, e apesar da relação com Carazinho, - onde atualmente está morando sua irmã e instalada sua empresa do ramo de transportes - afirma que seu compromisso é com Chapada.

''_ Tenho que respeitar o partido, aqui (Carazinho) tem dois vereadores, vários nomes bons, bons companheiros, sou prefeito no município de Chapada, acompanho a política de Carazinho através dos programas na Gazeta, me interesso pelo que acontece na comunidade de Carazinho, vou continuar acompanhando, porque gosto de política, mas tenho compromisso com Chapada''.

 O prefeito também diz que não tem planos mais lá para a frente como concorrer a deputado estadual, que chega a ser o caminho natural para alguns prefeitos.

''_Nunca pensei nisso, mas em fazer governo na minha cidade, administrar. Os prefeitos estão passando por um momento um pouco difícil, a economia parada, o que baixa a arrecadação, e o prefeito tem que se virar do jeito que pode, mas tenho mais a agradecer do que reclamar, isso é a satisfação de todo político, sou muito grato pelo que pude fazer pela minha cidade. Estou vivendo um dos melhores momentos como politico, as escolas estão do jeito que imaginei, no final do ano não ficará um metro de rua sem pavimentação, seja calçamento, seja asfalto, saio ano que vem da prefeitura com o dever cumprido, feliz de estar vivendo esse momento como prefeito da minha cidade''

Foi longa a conversa entre tucano e pedetistas.  



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais