Coluna Circulando e a política atual.

Nominata?

Ana Maria Leal
Junho 11/ 2019

A nominata do MDB para a câmara de vereadores do ano que vem poderá ter esses dois nomes.

Ou não.

Vanderlei Lopes, emedebista há décadas, que já foi vereador e hoje está no departamento de Habitação da prefeitura, e Silvana Xavier, bastante conhecida no meio da comunicação social que planeja estar na disputa pelo voto.

Conversando com eles percebi uma pequena diferença: Vanderlei não gostaria de concorrer, enquanto Silvana está se esforçando para obter apoio do partido e concorrer.

Vanderlei me disse que vai atender o que for definido pelo MDB, e isso significa que pode colocar seu nome, sim, mas se for eleito não pensa em assumir os quatro anos do mandato. Prefere assumir um ano, ou dois, e depois deixar que o espaço fique com um suplente.

Silvana, por sua vez, tem se esforçado para fazer valer a presença feminina no partido, e sempre que me encontra fala na vontade de que o segmento MDB Mulher esteja bem estruturado e forte para colocar uma representante na câmara no ano que vem.

Há percalços no caminho dela.

Há vários detalhes que, acredito, afastam não apenas ela, mas, provavelmente, muitas outras mulheres das disputas eleitorais.

Apesar das cotas e dos discursos de que é preciso mais mulheres na política partidária e que o espaço está à sua disposição, o exemplo de Silvana é apenas um de alguém que corre o risco de não conseguir levar adiante sua vontade pela falta de apoio interno.

Pode acabar convencida a apoiar um nome masculino, e abrir mão da futura candidatura.



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais