Coluna Circulando e a política atual.

Convenção.

Ana Maria Leal
Abril 11/ 2019

O PDT de Carazinho marcou para o dia 18 de maio, às 8h30min, na câmara de vereadores, sua convenção municipal.

Acácio Souza disse em entrevista para o Lado a Lado nesta quarta-feira (10) que não vai concorrer à reeleição, como foi seu propósito ao assumir há dois anos, de ter apenas um mandato à frente do partido.

Acredita que vai haver um consenso em torno do futuro presidente, mas não adianta nomes pois lembra que eles ainda podem surgir no momento da convenção, para discussão e definição antes da votação.

Um desses nomes pode ser de Paulo Barboza, atual vice.

Acácio também informou que o PDT vem fazendo reuniões periódicas com grupos pequenos porque diz que é difícil reunir filiados quando o partido não está no governo.

Porém, que nesses encontros é ponto pacífico que o partido terá candidatura a prefeito de Carazinho no ano que vem.

O nome mais falado continua sendo do prefeito de Chapada, Carlos Catto.

Conforme seu Acácio, isso não significa que o PDT não tenha nomes em Carazinho, pois me falou de um exemplo de filiado, empresário, fora da política, que foi convidado pois tem um perfil de destaque e experiência administrativa, mas recusou porque sua prioridade é a dedicação aos negócios da família.

Assim como ele, outros contatos feitos pelo presidente pedetista tem recusado colocar o nome nas urnas confirmando uma tendência de que poucas caras novas deverão aparecer na eleição de 2020. 



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais