Coluna dos apaixonados pelo Colorado

Classificação antecipada

Anderson Amaral
Abril 10/ 2019

Nem o mais otimista colorado apostaria, no início do ano, que em apenas 4 rodadas a classificação para a fase dos mata-matas na Libertadores fosse obtida. E foi o que aconteceu. Após a sofrida vitória contra o Palestino, a classificação se mostra consolidada, com amplas possibilidades ser na primeira colocação, bastando apenas uma vitória simples contra o Alianza Lima, no Perú, na próxima rodada.

O destaque do jogo foi o atacante Paolo Guerreiro, atleta diferenciado que veio preencher a lacuna no ataque colorado, sendo decisivo nas oportunidades que recebe sempre ''servido'' pelo Nico Lopez.

O que deve estar preocupando o treinador Odair, é a facilidade que os adversários tem em lances de bola parada, pois a zaga colorada apresenta dificuldades neste tipo de jogada, já tendo tomado vários gols neste ano. Esta situação tem que ser corrigida, sob pena destas falhas comprometerem uma classificação nas próximas fases.

Novamente quem deu o show no Beira Rio foi a torcida. Mais de 41.000 pessoas se fizeram presentes, mantendo uma média superior a 40mil torcedores por jogo, demonstrando o total e irrestrito apoio dos colorados que se mostram sua crença num ano com melhores resultados nas competições que se apresentam.

Mas, passada a comemoração da madrugada, resta ao time, descansar os jogadores e a partir de amanha iniciar a preparação para mais um jogo decisivo, esta vez pelo Gauchão, na decisão que tem o primeiro jogo das finais  no Beira Rio.

Não se pode admitir a utilização de time alternativo, devendo a direção e comissão técnica colocar em campo os melhores jogadores, time titular. Talvez a única baixa no time titular seja o volante Rodrigo Dourado, que ontem foi substituído ainda no primeiro tempo, com uma lesão no joelho.

O clássico GRENAL não indica possível ganhador, por se tratar de um jogo único e especial, saindo vitorioso o time que aproveitar as chances de gol, pois a maioria do tempo a disputa se dá no meio do campo, com jogadas duras e muito aguerridas, deixando de lado a técnica em nome da superação.

Torçamos para que o Internacional aproveite a boa fase, e que consiga manter o ritmo de jogo na maior parte do tempo, pois as últimas atuações preocupam em relação a queda brusca de rendimento desde a parte final do primeiro tempo e todo segundo tempo.

Que venha o título.

Grande abraço.


(Foto: Divulgação/Inter)



E-mail:
Compartilhe esta coluna em suas redes sociais