Português e Literatura

VÍRGULA ... como saber usar?

Maria Solange
Março 25/ 2019

O uso da vírgula é um dos assuntos mais importantes no estudo da Língua Portuguesa e essencial para escrever melhor no dia a dia, seja para elaborar textos ou simplesmente escrever um e-mail corporativo. Por meio da pontuação, indica-se, na escrita, as várias possibilidades de entonação da fala. Ela ajuda também a expressão de pensamentos, de emoções, de sentidos e assim, torna mais precisa a compreensão de um texto. 

Dentre os dez sinais de pontuação, a vírgula é a que mais requer atenção. Existem situações em que o uso desse sinal é obrigatório, levando em conta a estrutura da frase; em outras, se o deslocarmos, o sentido da frase será totalmente alterado. Por exemplo, ao escrevermos a frase ''Não queremos'', se colocarmos uma vírgula depois do termo ''NÃO'', muda consideravelmente o seu sentido. Vejamos: ''Não, queremos''.

Uma dica muito importante para sabermos como empregar a vírgula é identificar se a frase está na sua ordem direta, ou seja, sujeito - verbo - complemento - adjunto adverbial. Por quê? Porque não se separam esses elementos por vírgula, se vierem nessa ordem. 

Ex.: O professor devolveu as provas aos alunos na aula passada. Porém se um desses elementos vier deslocado, ou seja, fora da ordem, o uso da vírgula se faz necessário. Ex.: Na semana passada, o professor devolveu as provas aos alunos. OU - O professor, na aula passada, devolveu aos alunos as provas. OU - As provas, o professor, na aula passada, devolveu aos alunos.

Além dessa dica (considerada muito importante) atentemos para os seguintes casos em que o uso dela é obrigatório:

           1-Para separar o aposto, ou seja, aquela explicação a mais que se dá para um termo em destaque: Ex:  Rio de Janeiro, a Cidade Maravilhosa, recebe muitos turistas. 

           2- Para isolar o vocativo (chamamento): Ex.: Meninos, prestem atenção à aula!

           3- Para identificar adjuntos adverbias deslocados: Ex.: Todos, em meio à festa, começaram a cantar os parabéns a você! 

           4- Para isolar termos explicativos tais como: isto é, ou seja, ou melhor, por exemplo, a saber, digo, aliás... Ex.: Voltaremos a nos falar na quinta, ou melhor, na sexta-feira.

           5- Antes das conjunções: mas, porém, contudo, porque, pois, quando, embora... Ex.: estudamos para a prova, porém não fomos muito bem.

           6- Para isolar as conjunções conclusivas: portanto, logo, por isso, por conseguinte. Ex.: Fiz todas as atividades, logo, mereço nota dez.

           7-  Para separar elementos da mesma função sintática: Ex.: Fomos ao mercado e compramos frutas, legumes, carne, pão  e leite.

          8- Para separar nome da cidade em datas e o número em endereços. Ex.: Carazinho, 25 de março de 2019. Moro na rua Venâncio Aires, 657. (Nesse ultimo exemplo, se usar a palavra nº, não precisa da vírgula: Moro na rua Venâncio Aires nº 657).

          9- Para separar orações intercaladas. Ex.: A natureza, penso eu, está devolvendo ao homem o que este lhe retirou.

          10- Para separar orações independentes entre si (nesse caso, pode-se usar o ponto-final). Ex.: Chegou, acendeu um cigarro, sentou-se no sofá, cruzou as pernas, estalou as unhas, demorou para olhar as pessoas. 


(Foto: Reprodução)



             

Compartilhe esta coluna em suas redes sociais